icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
18/03/2014
20:55

O Internacional "venceu" suas duas batalhas no Tribunal de Justiça Desportiva na noite desta terça-feira. O TJD considerou o clube inocente sobre briga próximo das bilheterias no Estádio do Vale e advertiu o lateral-esquerdo Fabrício. As duas ocorrências aconteceram há um mês, no duelo com o Juventude.

O julgamento poderia retirar o jogo das quartas de final deste domingo, que acontecerá no Beira-Rio, já que o Colorado tinha chance de perder mando de campo em 10 partidas. Torcedores do Juventude foram agredidos por colorados do lado de fora do estádio, próximo das bilheterias. Os apoiadores do time de Caxias do Sul questionaram o local de compra de ingresso dos visitantes, que seria muito próximo ao guichê para colorados.

O clube também foi julgado por conta do apagão que atrasou em 45 minutos a partida, durante o primeiro tempo. O tribunal considerou o Inter inocente nas duas denúncias feitas pela Procuradoria.

O lateral-esquerdo Fabrício foi apenas advertido pelo TJD por sua expulsão, após confusão com Diogo. Assim, ele fica livre para atuar contra o Cruzeiro-RS, no sábado. Ele esteve presente no tribunal e por isso foi ausência no treinamento da tarde desta terça-feira.

O TJD também vai influenciar a vida do Inter ainda mais. O recurso do Passo Fundo, que perdeu oito pontos por escalação de jogador irregular, será julgado na quinta-feira. Se retomar os pontos perdidos no primeiro julgamento, o clube tomaria o lugar do Cruzeiro-RS na classificação e seria o rival do Inter no sábado, no Beira-Rio.