icons.title signature.placeholder Lucas Pedrosa e Pedro Barboza
27/02/2015
08:03

Um é titular da Seleção da Seleção Brasileira e ídolo do Botafogo. O outro está cada vez mais firme no Flamengo e sonha em vestir a Amarelinha. Jefferson e Paulo Victor estão em alta, mas em momentos distintos das respectivas carreiras. Enquanto o Paredão já atingiu um grande objetivo, o rubro-negro almeja chegar lá.

Curiosamente, os dois foram criados em Assis, cidade do Interior de São Paulo. Eles já se estiveram juntos e têm muito respeito um pelo outro. Em diferentes entrevistas, a dupla trocou muitos elogios. No domingo, eles vão se enfrentar, no Maraca.

– Paulo Victor é um grande goleiro e uma grande pessoa. Não tenho dúvidas de que daqui a algum tempo ele vai ter oportunidades na Seleção Brasileira. Domingo vou torcer por ele e também vou torcer para que ele chegue à Seleção – disse o Paredão, que dá a receita para o camisa 48 do Flamengo chegar lá.

Paulo Victor vem sendo destaque no gol do Flamengo (Foto:Gilvan de Sousa/Flamengo)


– Eu esperei a minha oportunidade e a agarrei com unhas e dentes. Seleção é isso, desde o momento que você agarra as oportunidades, é difícil de sair – comentou o goleiro.

Seguindo os passos do ídolo do Glorioso, Paulo Victor rasga elogios ao adversário de domingo e admite que ele é uma inspiração.

– O Jefferson é um grande espelho para mim, uma excelente pessoa e um grande goleiro. É sempre bom jogar contra um goleiro como ele. Fomos criados na mesma cidade. Tenho um grande carinho por ele – disse o rubro-negro, quatro anos mais novo do que Jefferson.

Um bom sinal para Paulo Victor é que Jefferson só chegou à Seleção principal em 2010, quando já tinha 27 anos, um a menos do que o goleiro do Flamengo. Sendo assim, dá para o rubro-negro acreditar.