icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
25/11/2014
12:37

Titular absoluto do gol do Flamengo desde a chegada do técnico Vanderlei Luxemburgo, o goleiro Paulo Victor poderia estar trilhando outros caminhos neste momento. Isso porque o camisa 48 esteve perto de deixar o clube em duas oportunidades nesta temporada antes de ser o preferido de Luxemburgo. O goleiro era alvo do Cágliari, time italiano, que em cima da hora resolveu optar pela escolha de Adryan. Os dirigentes estiveram no Brasil para observar o arqueiro e acabaram se interessando pelo atacante.

- Por pouco o Paulo Victor não foi parar na Itália. Os representantes do Cágliari queriam ele, vieram para cá vê-lo jogar, mas preferiram levar o Adryan, que tem dupla cidadania, não matando uma vaga de estrangeiro - revelou Reinaldo Pitta, agente do goleiro, que ainda falou o interesse do Vitória em Paulo Victor.

- Antes da chegada do Ney Franco no Flamengo o próprio Ney tinha pedido a contratação do Paulo Victor. Por obra do acaso o Ney acabou vindo para o Flamengo logo em seguida com o Felipe Ximenes (diretor-executivo). E depois com o Luxemburgo, que sempre gostou dele, as coisas caminharam da melhor maneira possível.

Pitta comentou ainda a semelhança da carreira de Paulo Victor e Júlio César, ex-goleiro da Seleção Brasileira e do Flamengo. Para o staff,

– Trabalhei com o Julio quando tinha uns 12, 13 anos e sempre acreditei no trabalho dele. Chegou bem aos profissionais, mas na época, quiseram contratar o Clemer. Mesmo sem a minha vontade, ajudei nessa contratação. Não apostaram no Julio. E com o Paulo Victor foi quase isso que aconteceu. Mas só que confiaram no potencial dele. Ele ainda tem idade e acho que está no auge da carreira para um dia chegar à Seleção – finalizou o agente.