icons.title signature.placeholder Igor Siqueira
10/12/2013
16:58

Tite viu de perto o drama que a violência nos estádios causou em Oruro, na Bolívia, ao tirar a vida de Kevin Espada. Por conta disso, o técnico, que deixou o Corinthians após o Brasileiro, não se reservou ao direito de ficar calado diante de mais um episódio de violência no futebol brasileiro: a pancadaria entre torcedores de Atlético-PR e Vasco, na Arena Joinville.

- Isso me deixa envergonhado enquanto técnico, ser humano e brasileiro. Passei por uma experiência que não queria ter passado, que foi Oruro, e não vou esperar outra morte para mostrar o quanto eu fico indignado com esse tipo de comportamento. Que venha educação a médio prazo e punição de forma imediata - afirmou o treinador, que participou nesta terça-feira do Footecon, no Rio.

Tite ainda ressaltou que essa situação não pode se tornar algo corriqueiro nos estádios.

- Esse tipo de acidente não pode ser coisa normal. Senão vamos achar que morte é uma coisa que acontece assim...

A participação de Tite no Footecon foi para contar bastidores da conquista do Corinthians no Mundial de Clubes.