icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
03/11/2013
20:40

Tite não gostou do empate em 1 a 1 contra o Vitória, neste domingo, no Barradão, pelo Campeonato Brasileiro. Apesar de depender de um milagre para chegar a Libertadores 2014, o grande assunto na entrevista coletiva do técnico do Corinthians foi a sua permanência ou não no Parque São Jorge. Ele tentou desviar destes tipos de perguntas, mas acabou entregando que sua família quer sua continuidade.

Questionado em um primeiro momento se já tinha consigo a decisão de ficar ou não à frente do Timão na próxima temporada, o comandante alvinegro, que tem contrato até o dia 31 de dezembro, conseguiu escapar de uma resposta mais convincente.

- O momento é Corinthians. Eu queria muito ter vencido hoje (domingo), queria muito muito ter ganhado e acendido a chama no torcedor por um objetivo maior. Mas se estão acontecendo as adversidades é porque temos de reconduzir algumas coisas, mudar outras... A vida não é só ganhar. Também é de reconstruções. Tenho de ter essa humildade. Eu queria muito vencer hoje para no próximo jogo os atletas entrarem vislumbrando alguma coisa a mais. Vamos matar no peito, repetir o desempenho, ter consistência defensiva, melhorar finalizações... - afirmou.

Logo em seguida, quando a sua família e o dia a dia de sua casa entrou no contexto, Tite não se aguentou e fez uma revelação importante sobre a definição de seu futuro em 2014.

- Ninguém da minha família quer que eu saia do Corinthians. Todos querem que eu fique. Pronto, falei! (risos) - revelou, soltando algumas risadas.

Por fim, o treinador do Corinthians se mostrou devastado pelo fato de sua equipe ter apresentado um bom futebol contra Santos - no domingo passado - e Vitória, e não ter conseguido somar os tão preciosos seis pontos na classificação.

- To engasgado, atravessado! Porque os dois últimos jogos foram bons e se tivesse de ter um vencedor nos dois seria o Corinthians. Mas nessa fase, as oportunidades surgem e às vezes não são convertidas - concluiu.