icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
28/07/2013
20:34

O técnico Tite lamentou o 0 a 0 deste domingo do seu Corinthians contra o São Paulo, no Pacaembu. O comandante creditou parte do resultado à postura defensiva do São Paulo, bem armada, segundo Tite.

- O São Paulo propôs um jogo de uma forma diferente dos outros contra nós. Acelerou mais o time, ficou mais veloz, jogou sem centroavante, com caras de lado. Queriam tomar a bola e colocar velocidade atrás dos nossos laterais, para expor o lançamento longo. Esses jogos diminuem a possibilidade de gols das equipes, tivemos muito pouco. Faltou produção, a contudência tinha que ser melhor. Quanto não teve precisão, teve o Rogério para fazer as defesas - afirmou Tite.

Tite no clássico deste domingo, contra o São Paulo (Foto: Eduardo Viana/ LANCE!Press)

Apesar de ter opinião semelhante a dos jogadores quanto ao posicionamento mais defensivo do São Paulo, Tite defendeu seus comandados, que se incomodaram com a situação. O atacante Emerson Sheik, por exemplo, criticou a postura do adversário.

- O atleta está com a cabeça quente, quer falar, é compressível, quer outro jogo pra consertar. Ele quer que o adversario saia, que tenha espaço para jogar. O cara sai de campo e fala isso, acaba soltando. Era um jogo de paciência, era criar sem se expor. A gente criou, criou... Mas tem de descontar do atleta, ele queria que o São Paulo viesse para o jogo - salientou o comandante corintiano.

Tanto Tite quanto os jogadores do Corinthians compararam a partida de hoje do São Paulo com os dois jogos pela Recopa Sul-Americana. Segundo os alvinegros, o Tricolor teve postura mais ofensiva, vinda para o jogo. O Timão acabou vencendo as duas partidas (2 a 1 e 2 a 0) e conquistou o caneco.

O técnico Tite lamentou o 0 a 0 deste domingo do seu Corinthians contra o São Paulo, no Pacaembu. O comandante creditou parte do resultado à postura defensiva do São Paulo, bem armada, segundo Tite.

- O São Paulo propôs um jogo de uma forma diferente dos outros contra nós. Acelerou mais o time, ficou mais veloz, jogou sem centroavante, com caras de lado. Queriam tomar a bola e colocar velocidade atrás dos nossos laterais, para expor o lançamento longo. Esses jogos diminuem a possibilidade de gols das equipes, tivemos muito pouco. Faltou produção, a contudência tinha que ser melhor. Quanto não teve precisão, teve o Rogério para fazer as defesas - afirmou Tite.

Tite no clássico deste domingo, contra o São Paulo (Foto: Eduardo Viana/ LANCE!Press)

Apesar de ter opinião semelhante a dos jogadores quanto ao posicionamento mais defensivo do São Paulo, Tite defendeu seus comandados, que se incomodaram com a situação. O atacante Emerson Sheik, por exemplo, criticou a postura do adversário.

- O atleta está com a cabeça quente, quer falar, é compressível, quer outro jogo pra consertar. Ele quer que o adversario saia, que tenha espaço para jogar. O cara sai de campo e fala isso, acaba soltando. Era um jogo de paciência, era criar sem se expor. A gente criou, criou... Mas tem de descontar do atleta, ele queria que o São Paulo viesse para o jogo - salientou o comandante corintiano.

Tanto Tite quanto os jogadores do Corinthians compararam a partida de hoje do São Paulo com os dois jogos pela Recopa Sul-Americana. Segundo os alvinegros, o Tricolor teve postura mais ofensiva, vinda para o jogo. O Timão acabou vencendo as duas partidas (2 a 1 e 2 a 0) e conquistou o caneco.