icons.title signature.placeholder Felipe Bolguese
12/02/2015
01:14

Após atropelar o Once Caldas na primeira fase da Libertadores, ao fazer 5 a 1 no placar agregado, o Corinthians já pensa na fase de grupos do torneio sul-americano. E, claro, no primeiro duelo, que será contra o São Paulo, na próxima quarta-feira, em Itaquera.

Para o técnico Tite, um confronto histórico entre os rivais. O comandante do Timão enalteceu o Majestoso da próxima semana e mandou um recado às torcidas alvinegra e tricolor.

- Vou tentar resumir. Serão dois campeões mundiais. Isso é muito grande, gente. Isso é orgulho para as duas torcidas. Eu faço um pedido por paz - afirmou o treinador, que ainda comentou sobre o empate contra o Once Caldas na noite desta quarta-feira.

- Nós sabíamos da dificuldade de enfrentar o Once Caldas pela história em Libertadores, pela recuperação de um resultado negativo um pouco dilatado no Brasil. Talvez o 4 a 1 representasse melhor o que foi o jogo. Sabíamos desse grau de dificuldade enorme que era uma equipe de tradição - completou o comandante, em tom político.

SEM GUERRERO

Em relação à suspensão de peruano, que pegou três jogos em julgamento realizado pela Comissão Disciplinar da Conmebol, Tite demonstrou irritação por perder seu principal jogador. Questionado sobre a possibilidade de Vagner Love o substituir, preferiu se esquivar e falou sobre o jovem Malcom, que tem chance de ser o substituto do camisa 9.

- Eu não tenho informação e nem contato com o Vagner. Não posso falar. Tive o primeiro contato com o Malcom e, pelo grande jogo que teve o Mendoza (contra o Palmeiras), minha opção foi manter o Malcom. Disse a ele que, se tivesse iniciado a temporada, ele ia iniciar com os 11 - finalizou.