icons.title signature.placeholder Renato Rodrigues
03/11/2013
09:07

O grande problema do Corinthians neste segundo semestre de 2013 tem sido a falta de gols. Ciente da má fase de seu setor ofensivo, o técnico Tite aproveitou a folga de quarta-feira para calibrar a pontaria dos atletas e comandou atividades de chutes a gol praticamente a semana toda. Contra o Vitória, neste domingo, vai ter bola na rede?

Depois da folga para o elenco na segunda, a reapresentação na terça-feira já foi marcada pelo exercício. Na quarta, no período da manhã - o que foi aberto para imprensa - só trabalho físico. Quinta, sexta e na manhã deste sábado, mais chutes a gols ao término dos trabalhos em grupo.

O último trabalho antes de enfrentar o Vitória, na manhã de sábado, mostrou até uma certa melhora de Emerson, Romarinho & Cia. Mas quem se destacou de verdade foi o goleiro Walter, que fez defesas difíceis e salvou chutes à queima roupa.

Segundo pior ataque do Brasileirão, com apenas 24 gols marcados, o Timão só ganha do lanterna Náutico, que fez 20. As estatísticas continuam contra o time do Parque São Jorge quando se leva em conta a média de finalizações. O time de Tite tem a terceira pior média de tentativas: 11,2 por jogo. Está na frente de Grêmio (10,8) e Criciúma (10,6).

A partida deste domingo, no Barradão, é tratada com grande importância no Timão. Na 12ª posição, o confronto é direto por uma vaga pela Libertadores. O Vitória, em sexto, tem seis pontos a mais que o Corinthians na classificação.