icons.title signature.placeholder Rodrigo Vessoni
01/11/2014
08:03

O Corinthians volta a Itaquera neste sábado, a partir das 21h, para enfrentar o Coritiba. Além de manter o ambiente em paz, não bobear diante de uma das piores equipes do Brasileirão significará deixar a meta mínima pela vaga na Libertadores 2015 mais perto de ser alcançada.

O LANCE!Net apurou que dirigentes e membros da comissão técnica alertaram o elenco sobre os imprescindíveis 66 pontos para ser um dos representantes brasileiros no torneio. Menos do que isso deixaria o objetivo anunciado por Mário Gobbi em risco.

Atualmente, o Corinthians tem 53 pontos na tabela de classificação. A vitória contra os paranaenses deixaria Mano Menezes, Cássio, Gil & Cia. a dez pontos dessa meta, restando 18 em disputa até dezembro. Levando-se em consideração que a equipe fará outros três jogos em Itaquera, obter os 100% como mandante faria com que um empate longe da torcida bastasse para os 66 pontos.

– Não podemos nem empatar em casa, queremos vencer os quatro jogos em casa. A gente sabe que se fizer bem feito o dever de casa temos grande chance de ir à Libertadores. Matematicamente se fala em um ponto a mais. Mas precisamos dessas quatro vitórias em casa para ir à Libertadores – lembrou Anderson Martins.

Além do Coxa, neste sábado à noite, o Timão receberá Santos, Grêmio e Criciúma, além de viajar para enfrentar Bahia, Goiás e Fluminense. Na opinião de Anderson Martins, os tropeços da equipe alvinegra no decorrer do campeonato servem de alerta para evitar deslizes nesta reta final.

– Não podemos dar margem para falha na reta final, as equipes vêm jogando por uma bola, mas a equipe está bem ciente e sabe o que aconteceu ao longo do campeonato. Temos de ter bastante clareza no campo do jogo, não se expondo, não correndo riscos, focando nos três pontos – lembrou o defensor.

Mano sabe da importância da vitória e também sabe que enfrentará uma equipe completamente fechada, que buscará o empate. Tanto que, durante a semana, fez atividades em campo reduzido, como deve acontecer neste sábado na Arena.

O CAMINHO DO TIMÃO DE AGORA EM DIANTE:

Vai dar? Mano tem sete partidas pela frente (Foto: Miguel Schincariol)

Coritiba - Equipe paranaense é uma das piores do Brasileirão e virá atrás, na busca de um empate. Conquistar os três pontos é visto como imprescindível.

Santos - No próximo domingo, mais um desafio na Arena Corinthians. É difícil saber como virá a equipe da Baixada, já que dependerá do placar na C. do Brasil.

Bahia - Após dois jogos em Itaquera, a equipe de Mano Menezes viajará a Salvador. Apesar de ser fora de casa, não pontuar no dia 16 será péssimo resultado.

Goiás - Mais um jogo fora de casa. Confronto no Serra Dourada, no dia 19, poderá acontecer de portões fechados, o que poderia facilitar na busca da vitória.

Grêmio - De volta a Itaquera. Num dos confrontos mais difíceis da reta final, Timão tentará somar os três pontos contra o concorrente direto. Jogo no dia 23.

Fluminense - Último jogo longe da Arena Corinthians. E também um dos mais complicados, já que a equipe carioca deve estar na busca da vaga na Liberta (dia 30).

Criciúma - No dia 7 de dezembro, o último jogo, que será na Arena Corinthians. Catarinenses poderão chegar rebaixados no confronto derradeiro pelo Brasileirão-14.

A PALAVRA DO ESPECIALISTA:

A meta mínima de pontos estabelecida pela comissão técnica do Corinthians é igual à que os matemáticos acreditam ser suficiente para garantir uma vaga na Copa Libertadores. De acordo com Tristão Garcia, será necessário fazer 66 pontos para se garantir no G4.

– Uma vaga é do Cruzeiro. Restam três vagas, talvez quatro (se der um dos primeiros como campeão da Copa do Brasil). São Paulo, Corinthians, Atlético-MG, Inter e Grêmio lutam por três vagas. Fluminense tem que arrancar. Ele foi o grande vencedor da última rodada. Matou um adversário direto e fora de casa. Mas não é suficiente, tem que continuar vencendo para recuperar os tropeços. O Santos tem que tentar pela Copa do Brasil, dificilmente consegue – avaliou, em entrevista ao Globoesporte.com.

Para Tristão Garcia, a disputa do título está praticamente encerrada. Segundo o matemático, o Cruzeiro tem 87% de chances de conquistar sua segunda taça consecutiva.