icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
11/11/2014
19:46

Os jogadores do Corinthians estabeleceram a meta de seis pontos nos dois próximos jogos, contra Bahia e Goiás, para chegar tranquilo nas partidas decisivas diante de Grêmio e Fluminense, adversários das rodadas seguintes do Brasileirão.

Pelo cálculo do grupo, o Timão precisa de mais 12 para se garantir na Libertadores-2015. Assim, somaria mais três contra Grêmio ou Fluminense e encerraria a competição precisando de uma vitória sobre o Criciúma, em casa, para carimbar.

– Acredito que (os jogos contra Bahia e Goiás) são os mais importantes. Com duas vitórias, trocamos pontos depois com Grêmio e Fluminense para continuar lá em cima. Acredito que podemos definir nossa classificação assim. Perdendo, poderá ficar difícil. Serão duas finais – disse o meia Renato Augusto.

Para ele, o Corinthians precisa ficar entre os três primeiros do Brasileirão para entrar na Libertadores direto na fase de grupos do torneio.

– O ideal é ficar entre os três primeiros, isso vai pesar lá na frente (em 2015). É tentar resolver isso, mas passo a passo, um jogo de cada vez. Nossa final agora é contra o Bahia. Fizeram um cálculo e falaram em dez pontos, mas acho que 12 pontos (a mais) é o ideal.

Cinco times brasileiros disputarão a Libertadores do ano que vem. O campeão brasileiro é o ‘Brasil 1’, o da Copa do Brasil é o ‘Brasil 2’, o vice-campeão brasileiro é o ‘Brasil 3’ e assim por diante. O quinto colocado do Nacional pode ganhar uma vaga, caso o campeão da Copa do Brasil seja o mesmo do Brasileirão. Ou mesmo se o campeão da Copa Sul-Americana for um brasileiro, já que o único que tem chance, o São Paulo, também deve terminar o Brasileirão entre os quatro primeiros. O ‘Brasil 4’ e o ‘Brasil 5’ disputam a primeira fase da Libertadores, a pré-Libertadores.