icons.title signature.placeholder Rodrigo Vessoni
12/11/2014
07:03

Cerca de 300 torcedores superlotaram na noite desta quarta-feira uma das salas de cinema da Avenida Paulista, em São Paulo, para acompanhar a pré-estreia de "Libertados", filme que eterniza a conquista invicta da Libertadores 2012 pelo Corinthians. Torcedores em pé (nas laterais da sala e na parte de trás), aplausos para os jogadores e hino antes do início da exibição transformaram o evento numa espécie de jogo oficial da equipe na Arena Corinthians.

Do grupo responsável pela conquista invicta e inédita, estiveram presentes Cássio, Fábio Santos, Alessandro, Ralf, Danilo e Paulinho, que ainda falou da possibilidade de voltar - último surpreendeu ao comparecer, já que atua pelo Tottenham (ING). Dirigentes e ex-dirigentes participaram do lançamento do filme, que mostra bastidores da conquista e conta com depoimentos de atletas, membros da comissão técnica, diretores, jornalistas e torcedores, que contam um pouco do sofrimento durante a campanha.

– Ter feito parte do elenco como eu fiz, ter uma participação boa como tivemos na Libertadores, com o título mais importante da história do clube. Eu me sinto honrado de ter feito parte de tudo isso. Só tenho a agradecer pelos momentos de alegrias e difíceis que encaramos juntos – disse Paulinho, que ouviu pedidos de torcedores para retornar ao Corinthians.

- Como eu sempre digo: você tem de lutar e ganhar título pelo clube, só assim que você será lembrado por todo mundo, seu nome fica na história quando se conquista - lembrou Danilo.

A defesa do goleiro Cássio após chute do vascaíno Diego Souza, o gol de Paulinho no mesmo jogo, o gol de Romarinho na Bombonera e o desesempenho de Emerson Sheik na decisão diante do Boca Juniors, no Pacaembu, e as frases e explicações do técnico Tite arrancaram gritos dos torcedores.

– A gente brinca que, conforme os anos vão passando, os títulos vão sendo mais valorizados. É bacana transformar tudo que brigamos dentro de campo em filme e ver tudo isso mais uma vez – disse Fábio Santos.

Na Libertadores 2012, o Corinthians venceu oito jogos e empatou seis vez, conquistando de forma invicta após mais de quatro décadas. Os quatro gols tomados também foram recorde na história da competição.