icons.title signature.placeholder Rodrigo Vessoni
30/03/2014
09:03

A diretoria do Corinthians não terá dinheiro à vista para adquirir os direitos econômicos de Elias – 50% pertencem ao Sporting e a outra metade pertence ao empresário português Jorge Mendes. Para piorar, a janela de transferência internacional fechará amanhã à noite e não haverá tempo hábil para conseguir as garantias bancárias. Enfim, obstáculos não faltam para essa negociação. Mas o clube já sabe como fazer para convencer o clube português a liberar o volante sem se preocupar que receberá o dinheiro posteriormente.

De acordo com o diretor de futebol Ronaldo Ximenes, para ganhar tempo, o Timão pode oferecer parte ou a totalidade dos direitos econômicos de um dos jogadores do atual elenco como garantia e, posteriormente, trocar essa garantia pelos papéis bancários, que seriam conseguidos na sequência. O contrato, então, seria refeito com essa mudança e os direitos econômicos do jogador escolhido como ”moeda” voltariam.

Vale lembrar que as garantias bancárias nada mais são do que um empréstimo, que acarretaria juros em torno do valor de Elias.

L! explica a importância de Elias para o Corinthians