icons.title signature.placeholder Bruno Andrade
29/07/2014
22:26

Quando Ángel Romero foi contratado pelo Corinthians, no início de junho, a família do atacante havia pedido que seu irmão Óscar, companheiro no Cerro Porteño (PAR), também fosse junto. A ideia, na época descartada pelo clube, agora pode acontecer. O Timão considera contratar o jogador para o início de 2015.

Assim como no caso de Ángel (o Timão ficou com 20% dos direitos), Óscar chegaria com ajuda de um investidor. Os valores seriam similares: cerca de R$ 7 milhões. Procurado, o Banco BMG mostrou interesse, mas outros investidores já foram acionados. Na conversa com o Cerro e os representantes do irmão, que atua como meia, a intenção é que ele fique no Paraguai até o fim do ano, emprestado, e só chegue na próxima temporada.

Na coletiva da última terça-feira, o atacante do Corinthians deixou escapar a chance da contratação, ao responder quando gostaria que o irmão voltasse ser seu companheiro.


– Por mim, hoje (risos). Ele está resolvendo isso, está resolvendo isso com meu representante. Seria maravilhoso ver ele aqui – disse o jovem de 22 anos, que sempre foi muito apegado ao irmão gêmeo.

– Seria ideal para mim e para minha família poder ter meu irmão aqui – completou o corintiano.

Quando Óscar foi oferecido no pacote, pela primeira vez, a comissão técnica e a diretoria do Corinthians analisaram que não havia a necessidade de um jogador da sua função. Analisam que ele é um “terceiro homem de meio de campo”, o que Petros é hoje para a equipe. De qualquer forma, o jogador foi elogiado e sua chegada foi aprovada para a próxima temporada.

– Ele joga pelo meio, mais pela esquerda. É um exemplo para mim, porque é um grande profissional também. Isso é muito importante. Assim ficarei mais contente também e com certeza tenho muito a ganhar com ele – afirmou Ángel.