icons.title signature.placeholder RODRIGO CERQUEIRA
09/06/2014
18:45

Nada de descanso no primeiro dia de treinos da Espanha no CT do Caju, em Curitiba. Depois de uma viagem longa dos EUA até o Brasil neste domingo, os campeões domingo colocaram em prática nos gramados paranaenses o que mais sabem fazer: trabalhos em campo reduzido, com dois toques na bola simulando o tiki-taka, no qual o time tem o domínio de jogo pela posse de bola.

Depois de um leve trabalho físico, Del Bosque dividiu o grupo em três equipes: amarelos, cinzas e brancos, assim definidos pelo comandante. A partir de então, duas equipes passaram a se enfrentar em um campo bem reduzindo, com apenas dois toques de bola liberados para cada jogador, e uma terceira aprimorava a parte física.

De acordo com a divisão de Del Bosque, a equipe amarela teve Fàbregas, Mata, Busquets, Torres, Juanfran e Albiol. Os brancos tinham David Silva, Arbeloa, Diego Costa, Javi Martínez, Jordi Alba, Pedro, Azpilicueta e Koke. Enquanto a equipe cinza trabalhou com Piqué, Xavi, Iniesta, Sergio Ramos, Cazorla e Xabi Alonso.


Após o trabalho em campo reduzido, e o revezamento entre as equipes que duelavam, Del Bosque, então, misturou os jogadores e fez uma espécie de mini-coletivo. Não deu pistas sobre a possível equipe titular que enfrentará a Holanda, dia 13, em Salvador, pelo Grupo B da Copa do Mundo.

Goleiros trabalham as saídas em bolas aéreas (Foto: Rodrigo Cerqueira)


Já os goleiros, antes do mini-coletivo, fizeram um trabalho em separado. Casillas, De Gea e Reinar trabalharam defesas em bolas aéreas, e chutes de pequena distância.

Durante o treinamento, um fato curioso chamou a atenção dos jornalistas que faziam a cobertura da Espanha. Um torcedor com a camisa do Chelsea conseguiu driblar a segurança para chegar perto de seu grande ídolo, Fernando Torres.