icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
23/02/2015
19:19

A Federação Equestre Internacional (FEI) definiu o presidente da Comissão Veterinária nos Jogos Olímpicos Rio-2016: Dr. Thomas Wolff, que recém integrou a comissão de quatro veterinários nos Jogos Equestres Mundiais 2014, na Normandia, França. Desde 1980, Wolff, 63 anos, atua como veterinário do Clube Hípico de Hípico de Santo Amaro (CHSA), sua principal casa ao longo de sua trajetória profissional.

- Em 1975 formei-me pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo. Recebi o título de Doutor na Universidade de Zurique-Suiça em 1976 e, desde 1980, sou responsável pelo Departamento Veterinário do CHSA, com muito orgulho - conta Wolff, que exerce suas atividades como veterinário esportivo e cirurgião principalmente no CHSA, Clube de Campo São Paulo, Sociedade Hípica Paulista, Jockey Clube de São Paulo e de Campinas, Centro Hípico de Terras de São José e no Centro Hípico Tarundu.

- A nomeação pela FEI para compor a comissão veterinária dos Jogos Equestres Mundiais na França constituiu uma honra imensa e apesar de haver trabalhado três semanas de forma intensa, a recompensa profissional foi enorme - destaca Wolff, que também vem atuando na organização de congressos veterinários no país.

- De 2005 a 2012 realizamos vários congressos veterinários e o mais expressivo foi o WEVA- World Equine Veterinary Association com 1300 participantes. Em maio deste ano, o FEI Veterinary Course acontece em São Paulo - comenta o renomado veterinário. E, sem dúvida, os Jogos Rio 2016 podem ser considerados um dos principais desafios e a coroação de sua carreira.

- Com inegável honra recebi esta nomeação da FEI para presidente da comissão veterinária nos Jogos Rio 2016 e espero corresponder às expectativas. Um evento deste porte traz desafios consideráveis. Acredito que serão vencidos com muito trabalho, dedicação e empenho - acrescenta o veterinário, que também ressalta a importância para a classe no Brasil.

- Entendo que o convite para exercer o cargo de Presidente da Comissão Veterinária dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos constitua um passo muito importante para a Medicina Veterinária Brasileira , pois é a primeira vez que ocorre a nomeação de um veterinário brasileiro para este posto e farei o possível para honrar o convite.

Outro profissional brasileiro vai desempenhar um papel crucial no hipismo na primeira Olimpíada da América do Sul. Em outubro de 2014, Guilherme Jorge, 47, course-designer internacional, foi confirmado pela FEI como primeiro brasileiro escalado para armar as pistas nas modalidades Salto, Concurso Completo e Pentatlon em uma Olimpíada.