icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
24/04/2014
19:52

Com apenas 6 jogos em cerca de 4 meses, Carlos Alberto não deve permanecer no Goiás. O meia não faz parte dos planos da diretoria, que deve tentar acertar em breve uma rescisão amigável com o atleta.

Para Thiago Mendes, um dos jogadores formados no Alviverde, faltou uma sequência de jogos para que Carlos Alberto conseguisse se firmar na equipe:

- Sabemos que ele ficou parado um tempo. Isso fez muita falta para ele. Vinha adequando a forma física, mas isso só se alcança com os jogos, e ele não teve uma sequência. Isso acontece.

Logo no primeiro jogo do técnico Ricardo Drubscky à frente do Esmeraldino, pela Copa do Brasil, Carlos Alberto acabou sendo expulso e o time foi eliminado da competição. Depois disso, seu espaço acabou diminuindo. Thiago, porém, garante que Carlos Alberto não demonstrava insatisfação:

- Nunca demonstrou isso, não. Sempre que esteve conosco em campo se mostrou uma pessoa alegre e que queria jogar. Só que ele não conseguiu ter essa sequência.