icons.title signature.placeholder Guilherme Abrahão
07/12/2013
08:22

O Fluminense é um das exceções do grandes clubes brasileiros. Isto porque, da equipe que está em Salvador para o decisivo jogo contra o Bahia, na Arena Fonte Nova, no domingo, ninguém nasceu no Estado, famoso por revelar muitos jogadores. Além disso, de todo o elenco, também nenhum jogador já passou por algum clube da Bahia. Desta forma, contra a degola, o Tricolor jogará em 'terras totalmente desconhecidas', pelo menos pelos seus jogadores.

Dos 33 atletas que o Tricolor conta no elenco profissional, apenas os laterais esquerdos Carlinhos e Ailton são nascidos no Estado e poderiam dar conselhos sobre a Boa Terra. Contudo, a dupla está no departamento médico e não viajaram com a delegação, estando fora do confronto derradeira, que define o destino do clube no Campeonato Brasileiro.

Mesmo assim, ambos os jogadores não são da capital baiana. O camisa 6 nasceu em Vitória da Conquista e iniciou sua carreira no Santos. Já Ailton nasceu na pequena cidade de Pilar e é oriundo das categorias de base tricolor. Desta forma, se precisar de conselhos de alguns jogadores para vencer o Bahia, os atletas do Flu terão que buscar com amigos que já passaram por Bahia ou Vitória.

Neste ano, o Fluminense veio a Salvador no primeiro turno do Campeonato Brasileiro e empatou com o Vitória, no Barradão por 1 a 1. No ano passado, a equipe também veio apenas uma vez à cidade e encarou o Bahia, em Pituaçu, vencendo o confronto por 2 a 0.

Se é para animar os tricolores, é bom se apegar aos números jogando na Boa Terra. Contra o Bahia, por exemplo, atuando na Fonte Nova, o Fluminense tem boa vantagem. O Tricolor venceu nove dos 28 confrontos, empatando 14 e sendo derrotado em cinco oportunidades. Em Pituaçu, são três jogos, com duas vitórias e uma derrota. Já contra o outro grande de Salvador, o Vitória, o Flu soma três triunfos, três empates e duas derrotas, no Barradão, estádio do Leão, e jogando na Fonte Nova são cinco vitórias, sete empates e quatro derrotas.