icons.title signature.placeholder Frederico Ribeiro
icons.title signature.placeholder Frederico Ribeiro
03/07/2013
07:45

Um dos maiores ídolos da Argentina servirá de inspiração para o Atlético-MG derrotar o Newell's Old Boys, nesta quarta-feira, pela semifinal da Copa Libertadores. Se Rosário tem muita história, uma das mais saborosas é que Che Guevara nasceu na cidade no ano de 1928. E, seguindo o 'El Comandante', o Atlético-MG visita terras estrangeiras tendo que reforçar o lema: 'Hasta la victoria siempre'.

- Eles também têm uma vontade enorme, mas não pode ser maior que a nossa – disse o técnico Cuca, que sentiu o clima de Rosário para o jogo desta quarta-feira.

Mas, pensando de acordo com a cabeça de Che Guevara, uma derrota até que não seria um resultado ruim, desde que o Galo encaminhe sua classificação a ser decidida no Independência. Um exemplo seria um gol do visitante brasileiro, algo que é temido pelos torcedores do NOB, sabendo da força que o Atlético tem em seus domínios. ("Derrota após derrota até a vitória final").

É certo dizer que o pouco tempo para visitar as ruas históricas da terceira maior cidade argentina minimizará o efeito Guevara na delegação do Atlético-MG. Mas a mesma confiança apresentada pelos jogadores e pelo técnico Cuca (assim como toda a delegação) pode ser comparada com a certeza que Ernesto tinha em relação ao sucesso da tentativa de mudar o mundo.

Guevara morreu como um revolucionário, ficou na história como um mito e acabou sendo personagem de controvérsias, até mesmo na população de Rosário, que tanto valoriza as pessoas influentes que nasceram entre a área do Aeroporto Internacional Islas Malvinas e o Rio Paraná.

Rotulado de inspiração para a juventude e de um 'porco assassino', o homem da boina e do charuto é um marco de duas praças de Rosário. Há uma que é dedicada ao Che (Monumento al Che) e outra que tem uma pintura de vários estilos que formam o rosto do argentino mais famoso, junto com Gardel, Evita Perón, Maradona e, agora, Messi.

Neste ano, o líder da revolução cubana ao lado de Fidel Castro completaria 85 anos e a data não passa batida pela cidade, havendo um visita guiada que permite ao visitante conhecer os detalhes da vida de Ernesto Guevara de la Serna, um símbolo de Rosário que serve de inspiração para o Atlético conseguir o seu maior sonho. ("Lutam melhor os que têm belos sonhos").

Atleticanos invadem Rosário e cantam de galo na casa do Newell's

Um dos maiores ídolos da Argentina servirá de inspiração para o Atlético-MG derrotar o Newell's Old Boys, nesta quarta-feira, pela semifinal da Copa Libertadores. Se Rosário tem muita história, uma das mais saborosas é que Che Guevara nasceu na cidade no ano de 1928. E, seguindo o 'El Comandante', o Atlético-MG visita terras estrangeiras tendo que reforçar o lema: 'Hasta la victoria siempre'.

- Eles também têm uma vontade enorme, mas não pode ser maior que a nossa – disse o técnico Cuca, que sentiu o clima de Rosário para o jogo desta quarta-feira.

Mas, pensando de acordo com a cabeça de Che Guevara, uma derrota até que não seria um resultado ruim, desde que o Galo encaminhe sua classificação a ser decidida no Independência. Um exemplo seria um gol do visitante brasileiro, algo que é temido pelos torcedores do NOB, sabendo da força que o Atlético tem em seus domínios. ("Derrota após derrota até a vitória final").

É certo dizer que o pouco tempo para visitar as ruas históricas da terceira maior cidade argentina minimizará o efeito Guevara na delegação do Atlético-MG. Mas a mesma confiança apresentada pelos jogadores e pelo técnico Cuca (assim como toda a delegação) pode ser comparada com a certeza que Ernesto tinha em relação ao sucesso da tentativa de mudar o mundo.

Guevara morreu como um revolucionário, ficou na história como um mito e acabou sendo personagem de controvérsias, até mesmo na população de Rosário, que tanto valoriza as pessoas influentes que nasceram entre a área do Aeroporto Internacional Islas Malvinas e o Rio Paraná.

Rotulado de inspiração para a juventude e de um 'porco assassino', o homem da boina e do charuto é um marco de duas praças de Rosário. Há uma que é dedicada ao Che (Monumento al Che) e outra que tem uma pintura de vários estilos que formam o rosto do argentino mais famoso, junto com Gardel, Evita Perón, Maradona e, agora, Messi.

Neste ano, o líder da revolução cubana ao lado de Fidel Castro completaria 85 anos e a data não passa batida pela cidade, havendo um visita guiada que permite ao visitante conhecer os detalhes da vida de Ernesto Guevara de la Serna, um símbolo de Rosário que serve de inspiração para o Atlético conseguir o seu maior sonho. ("Lutam melhor os que têm belos sonhos").

Atleticanos invadem Rosário e cantam de galo na casa do Newell's