icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
07/03/2014
10:41

Tenista da Universidade de Notre Dame, no estado de Indiana, nos Estados Unidos, Matt Dooley se tornou mais um nome do esporte a assumir a homossexualidade na última segunda-feira. Mesmo longe dos holofotes e ainda jovem, Matt, de 22 anos, reconheceu que a revelação não foi fácil.

- Dizer que é gay pela primeira vez foi extremamente difícil e quase constrangedor, porque você sabe que a sua vida nunca mais será a mesma. A parte mais difícil foi seguir depois disso - falou Matt.

Assim como outros nomes do esporte, Matt Dooley optou por fazer a revelação em uma entrevista. Foi ao site americano "Outsports.com" que ele fez o anúncio. Na entrevista, ele faz diversas revelações e detalha as dificuldades por qual passou.

Matt admite que viveu uma homofobia interna, pois ele mesmo não aceitava quem ele era. O tenista admitiu que precisou ser impedido por técnicos e colegas de se suicidar duas vezes com excesso de remédios.

Na declaração ao site, Matt ainda acrescenta que a coragem para fazer a revelação veio após Michael Sam, um dos destaques do futebol americano universitário nos Estados Unidos, ter feito a mesma revelação.

Matt, porém, não é pioneiro no tênis. O esporte tem diversos exemplos de atletas gays, como as estrelas do tênis feminino Martina Navratilova e Billie Jean King. Atualmente, o americanos Ryam Harrison e o australiano Matthew Ebden são gays assumidos e seguem atuando no circuito.

Veja outros atletas que assumiram a homossexualidade:

Michael Sam - melhor defensor do futebol americano universitário nos Estados Unidos, jogador assumiu a opção em entrevista simultânea ao New York Times e à ESPN americana. Ele pode se tornar o primeiro gay na NFL caso seja escolhido no Draft deste ano.
Jason Collins - jogador da NBA, atuava no Washington Wizards quando revelou a opção, em 2013, via entrevista à revista "Sports Ilustrated".
Tom Daley - astro dos saltos ornamentais britânico revelou a opção em dezembro de 2013, através de um vídeo no youtube.
Casey Stoney - capitã da seleção inglesa de futebol feminino, ela assumiu ser gay nesta segunda-feira, em entrevista à "BBC", onde disse ter uma "realção amorosa com outra mulher".
Matthew Mitcham - atleta dos saltos ornamentais assumiu a opção em entrevista ao "Sydney Morning Herald", em 2008, antes de conseguir uma medalha de ouro na Olimpíada de Pequim.
Thomas Hitzlsperger - pouco depois de se aposentar, ex-jogador da seleção alemã de futebol assumiu este ano a homossexualidade, ao dizer que isso não é nenhuma em seu país.
Robbie Rodgers - jogador de futebol do Los Angeles Galaxy, assumiu a homossexualidade e se aposentou após o anúncio em fevereiro de 2013. Porém, retornou ao futebol este ano.
Orlando Cruz - boxeador porto-riquenho assumiu a opção em outubro de 2012. Em entrevistas, ele costuma dizer: "Sou gay, mas também sou um boxeador".
Michael - central de vôlei, o brasileiro assumiu a opção em 2011 e chegou a sofrer preconceito da torcida do Sada Cruzeiro, em uma partida em Contagem (MG).
Liz Carmouche - atleta de MMA, americana se tornou a primeira da modalidade a assumir a homossexualidade, em fevereiro de 2013.