icons.title signature.placeholder Ivo Felipe
20/12/2013
21:16

Técnico da Seleção Brasileira feminina de handebol, o dinamarquês Morten Soubak afirmou que a vaga na final no Mundial da Sérvia, obtida após vitória por 27 a 21 sobre a Dinamarca, é um marco histórico para a modalidade no Brasil. Segundo o treinador, que está no cargo desde julho de 2009 e disputa seu terceiro Mundial, o sentimento de calma continua contia e que a equipe vai lutar pelo ouro, domingo, contra a Sérvia, às 14h15 (de Brasília).

- Eu ainda estou meio assim, não acredito que estamos na final. Parabéns para as meninas pela dedicação, disciplina. Enfrentamos momentos em que não fazíamos gols, mas conseguimos nos defender. E quase tudo o que foi falado taticamente nós fizemos. A palavra-chave foi nos defender. Nós tínhamos uma fama de que não gostávamos de retornar, de defender. E mostramos que melhoramos muito a respeito disso nos ultimos anos - afirmou Soubak.

Segundo o treinador, o Brasil jogou melhor do que a Dinamarca e por isso ficou com a vitória.

- Já tínhamos jogado melhor na primeira fase. A diferença é que, quando elas perderam, ganharam depois de Montenegro e Alemanha. Aí a cabeça subiu. E elas começaram a fazer gols de contra-ataque. Pensaram que já estavam conseguindo e que contra o Brasil tinha sido um dia ruim. Mas Montenegro e Alemanha não fizeram o que o Brasil fez. Fizemos a nossa parte e elas não conseguiram jogar de novo - prosseguiu.

Para Soubak, a partida contra a Sérvia deve ser a mais complicada da vida da Seleção. E o que pode complicar ainda mais é o fato de o Brasil nunca ter disputado uma final. E fará isso pela primeira vez em uma Arena Belgrado lotada.

- Não vamos jogar só contra a Sérvia, mas contra 20 mil pessoas. Temos que definir como vamos tratar isso. Eles odeiam os adversários. A cultura aqui é diferente, num espetáculo diferente. Mas a pressão está com as sérvias. Elas vão entrar com o ginásio lotado e deve ser um prazer jogar assim. E vão dizer, é o Brasil, não a Dinamarca, a França, Montenegro. Isso pode nos ajudar. Temos de aproveitar os momentos e sermos disciplinados - finalizou o treinador.