icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
30/07/2014
16:14

Além da estrutura 'europeia' do Londrina, o Santos tem motivos para se preocupar com o seu adversário da Copa do Brasil, nesta quinta-feira, às 21 horas, no Estádio do Café.  Segundo o técnico do Peixe, Oswaldo de Oliveira, a comissão técnica estudou o Tubarão e já tirou algumas conclusões da maneira de a equipe de jogar.

- O Londrina tirou o Criciúma da Copa do Brasil, é o campeão paranaense desse ano. É uma equipe de qualidade, tem o Celsinho, que é inteligente, bom armador. Tem dois laterais que apoiam muito bem e chegam ao ataque. O atacante não joga porque já jogou em outro clube. Mas espero que seja um jogo de lá e cá - disse o treinador santista, que avalia os adversários com a ajuda do analista de desempenho, Gabriel Oliveira.

Em relação ao comportamento do Santos dentro de campo, Oswaldo afirma que, apesar de mudar os 11 jogadores, a maneira de atuar será a mesma: com três atacantes.

- A ideia é manter a forma que o time vem jogando, a gente respeita as características. Uns são mais técnicos, velozes, defensivos, outros recompõe melhor. Com o Souza eu pretendo aproveitá-lo na função de armar - concluiu.

Fiel ao esquema 4-2-3-1 desde o Campeonato Paulista, o Peixe vem atuando com três atacantes, um aberto de cada lado, e um meia de armação, respaldado por dois volantes atrás.