icons.title signature.placeholder Caio Carrieri
28/06/2014
16:11

A boa campanha do México na primeira fase, com duas vitórias e só um empate, contra o Brasil, encheu a delegação asteca de confiança para a sequência da Copa do Mundo. O entusiasmo tricolor é tão grande a ponto de o técnico Miguel Herrera ter plena convicção de que vencerá às 13h deste domingo as oitavas de final no Castelão diante da Holanda, detentora do melhor desempenho na etapa de grupos, com três vitórias, dez gols marcados e três sofridos.

- Eu acho que estamos preparados, o clima no grupo está excelente, os jogadores estão aproveitando muito o momento e vamos enfrentar uma ótima equipe com um excelente treinador. Nossa condição está boa e vamos ganhar - garantiu o comandante mexicano, que assumiu o time na repescagem para o Mundial, em meio a uma crise na equipe, e mudou o ambiente dentro do selecionado.

- Certamente vamos voltar para Santos à espera do próximo adversário - completou o comandante, de olho no duelo entre Costa Rica e Grécia, que também acontece neste domingo, às 17h, na Arena Pernambuco.

A empolgação do Piolho (apelido do treinador) existe muito por causa do bom rendimento dos seus atletas em campo. Por conta disso, ele só mudará a equipe porque José Vázquez está suspenso. Salcido ocupará a vaga.

- Vamos respeitar a equipe que trabalhou desde o início. A suspensão do jogador nos obriga a colocar Carlos Salcido. Ele não está com tanto ritmo, mas tem o tempo certo das jogadas.

Assim, a formação será a seguinte: Ochoa; Francisco Rodríguez, Rafa Márquez e Héctor Moreno; Aguilar, Salcido, Héctor Herrera, Guardado e Layún; Giovani dos Santos e Oribe Peralta.

Ao contrário da Holanda, que realizou a última atividade pré-jogo com portões abertos para a imprensa no Estádio Presidente Vargas, a seleção mexicana só permitiu o acesso dos jornalistas por 15 minutos no campo da Universidade de Fortaleza. A uso do Castelão na véspera do jogo foi vetado pela Fifa para preservar as condições do gramado.

Será no campo duro de Fortaleza que o México tentará acabar com a sina de ser eliminado nas oitavas de final. A Tri foi eliminado nesta fase nos cinco últimos Mundiais, sendo os dois mais recentes para a Argentina.

- Tirando 2006 na Alemanha, nos outros torneios faltaram ideias, atitude, podemos dizer muitas coisas. Em 2006, o México foi muito superior à Argentina, mas infelizmente o México não conseguiu o objetivo de passar no quinto jogo - acrescentou Herrera.

As melhores colocações do México foram as quartas de final de 1970 e de 1986, ambas as vezes em que o país sediou a competição.