icons.title signature.placeholder Lucas Faraldo Knopf
12/06/2014
09:00

Muito próximo de acertar com o Corinthians, o atacante Marcelo, atualmente no Atlético-PR, chega com uma respeitável "carta de recomendação". No time profissional do Furacão desde 2009, o jogador teve a primeira grande temporada de sua carreira em 2012, quando a equipe paranaense disputava a Série B do Brasileirão. É justamente o treinador que comandava o Rubro-Negro na época, Ricardo Drubscky, quem rasgou elogios ao provável novo reforço do Timão.

– É um jogador muito interressante, rápido e que finaliza bem. Ele tem arrancadas muito fortes. É jogador de beiradas... Sabe jogar pela esquerda e pela direita. É inteligente, sabe dar assitências – analisou Drubscky, hoje técnico do Goiás.

Na Série B de 2012, sob comando de Drubscky, Marcelo anotou 15 gols. No último Brasileirão, na Série A, o atacante balançou as redes nove vezes, além de ser eleito a revelação do campeonato – na época, tinha 21 anos.

– É uma grande promessa. É promessa porque é jovem. Mas tem perspectiva de ser grande nome do futebol brasileiro. Ele está em um processo de aprendizado. É jogador de muito potencial – acrescentou o treinador do Esmeraldino.

Ao ser questionado se Marcelo, em meio ao plantel ofensivo do Corinthians, chegaria para ser titular, Drubscky preferiu não cravar uma opinião. O técnico, no entanto, deixou claro que, atualmente, qualquer clube do Brasil se beneficiaria com a contratação do atacante.

– O clube contrata os jogadores dentro de uma harmonia entre comissao técnica e diretoria. Se estão contratando o Marcelo é porque tem possibilidade e esperança de ele jogar (entre os titulares). É uma grande contratação. Para qualquer clube brasileiro seria bem vindo – finalizou o comandante de 54 anos.

Com ajuda de um investidor, o Corinthians já entregou ao Atlético-PR uma proposta de cerca de 8 milhões de euros (cerca de R$ 24 milhões). Caso o acerto seja concretizado, Marcelo se junta a Guerrero, Romarinho, Ángel Romero e Luciano como principais atacante do Timão para o segunda semestre.