icons.title signature.placeholder Michel Castellar
12/07/2014
21:17

O técnico da Holanda, Louis van Gaal, apesar de estar contente com o terceiro lugar obtido na Copa do Mundo, na vitória, por 3 a 0, contra o Brasil, neste sábado, voltou a dizer que esse tipo de decisão não deveria ser realizada. E o treinador não poupou a Fifa e a arbitragem de crítica.

- Esse jogo nunca deveria ter sido realizado. Foi feito em circunstâncias desiguais. E a Fifa deveria se perguntar se sempre deveríamos dar vantagem ao país sede. Não é fácil em três dias recuperar os jogadores. E o Brasil teve quatro - criticou o treinador holandês.

Apesar das críticas, van Gaal procurou exaltar a conquista da Holanda, principalmente, porque o grupo se despediu do Mundial de forma invicta pela primeira vez na sua história. O treinador destacou que mesmo tristes e com dificuldade para recuperarem o ânimo, os jogadores souberam dar a volta por cima.

- Como time tivemos de ver a luz no fim do túnel. E vimos essa luz ao buscar o terceiro lugar. Apesar de toda a resistência do Brasil, da arbitragem, nós vencemos e isso é algo fantástico - salientou van Gaal.

Em seguida, o treinador da Holanda defendeu a campanha da equipe e ainda alfinetou os árbitros. Lembrou que a seleção se despediu da Copa com 15 gols marcados e apenas quatro sofridos.

- Desses quatro, dois foram de pênaltis discutíveis. Tivemos uma Copa de muito sucesso e tenho orgulho de meus jogadores - conclui o técnico da Holanda.