icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
17/04/2014
08:07

Após a igualdade diante do Cerro Porteño em pleno Mineirão, o Cruzeiro precisa de um empate acima de 1 a 1 ou um triunfo no Estádio Defensores Del Chaco, em Assunção, para garantir a classificação para as quartas de final da Copa Libertadores. A necessidade obriga a Raposa a reagir, o que tem feito constantemente nesta edição do torneio.

Ainda na fase de grupos, o time comandado por Marcelo Oliveira precisou vencer Universidad de Chile e Real Garcilaso (PER) para chegar às oitavas. As vitórias recentes motivam o treinador cruzeirense, que sonha com um resultado positivo.

– O grupo do Cruzeiro sempre que é chamado para uma reação tem se comportado muito bem. Foi assim no ano passado e neste ano também. A inconstância no início da competição e, depois, nos firmamos com a classificação para as oitavas – disse o comandante, que acrescentou:

– A Libertadores é difícil porque as equipes são competitivas e têm muita tradição. Não desistimos, todos correram e foram muito aguerridos. O empate nos fortalece para a sequência.