icons.title signature.placeholder VINÍCIUS PERAZZINI
23/06/2014
21:09

A Croácia está fora da Copa do Mundo após três jogos, mas a primeira partida, contra o Brasil, ainda doi. O pênalti polêmico marcado pelo árbitro Yuichi Nishimura na derrota diante da Seleção Canarinho foi lembrado indiretamente pelo técnico croata Niko Kovac em entrevista logo após o revés por 3 a 1 para o México.

Quando perguntado sobre seu futuro à frente da seleção croata, Kovac afirmou que ficará e lamentou a forma como perdeu para o Brasil.

- Porque eu não ficaria na seleção? A gente chegou na Copa e, na minha opinião, isso já foi um sucesso. Meu contato continua. Nosso grupo era difícil. E se as coisas tivessem sido diferentes no primeiro jogo? Mas não quero me aprofundar muito nisso... Vamos avaliar nosso desempenho nas questões fisicas, técnicas e psicológicas para crescer mais no futuro - disse Kovac.

No domingo, Kovac havia falado que tinha a receita para derrotar o México. Um dia depois, nesta segunda-feira, o técnico afirmou que sua declaração não foi desrespeitosa com o adversário.

- Não ofendi qualquer pessoa na coletiva anterior. Eu disse apenas que tinha esperança de ganhar. Se eu não tivessa esperanças, não precisava nem vir. Nós tentamos usar nossa altura, essa era a nossa estrategia, mas eles tiveram mais sucesso do que nós na bola parada - avaliou Kovac.