icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
05/11/2014
10:40

O técnico Willy Sagnol tem conseguido resultados expressivos dentro de campo, recolocando o Bordeaux entre os principais clubes da França. Fora dos gramados, porém, ele deu uma bola fora ao falar sobre as características dos jogadores africanos em entrevista ao jornal "Sud Ouest". O ex-jogador disse que eles eram fortes, mas pareceu sugerir que faltava-lhes inteligência e disciplina:

 - A vantagem do típico jogador africano é que ele é barato, sempre pronto a lutar e muito forte dentro de campo. Mas o futebol não é só isso. É também técnica, inteligência e disciplina.

As declarações de Sagnol, que disputou as Copas de 2002 e 2006 pela França e foi campeão da Copa das Confederações de 2001, além de passagens marcantes por Bayern de Munique e Monaco, não caíram bem com Lillian Thuram, outro ex-jogador francês e companheiro do ex-lateral nos Bleus:

 - É profundamente destrutível que alguém sugira que os jogadores africanos não tenham esta ou aquela qualidade.

O Bordeaux, porém, se manteve ao lado de seu treinador, com o presidente Jean-Louis Triaud culpando a polêmica na interpretação "maliciosa" das declarações de Sagnol.