icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
26/11/2013
16:34

Desde que o Benfica começou a ter uma campanha não muito boa na Liga dos Campeões, o técnico Jorge Jesus começou a deixar claro que não seria uma catástrofe se o time fosse para a Liga Europa, e voltou a falar sobre isso na entrevista coletiva desta terça-feira, na véspera da partida decisiva contra o Anderlecht. Ele lembra que ainda há muito em jogo, e que se o PSG vencer o Olympiacos, terá chances.

- Em caso de vitória ainda podemos acreditar em passar da fase de grupos e também praticamente garantimos a Liga Europa. Há vários objetivos neste jogo e temos a consciência da importância disso. Ainda estamos a disputar a classificação com o Olympiacos e, quanto à classificação do PSG, é muito melhor para nós que vençam o jogo. Mas isso não chega, pois se não fizermos o que temos de fazer de nada servirá. Temos de pensar só no nosso trabalho - disse Jesus.

O treinador do Benfica falou ainda sobre a sua suspensão. Ele foi punido, apenas em esfera nacional, e não pode acompanhar os jogos do Encarnado do banco de reservas por 30 dias.

- Estar no banco, perto do jogo e dos jogadores e comunicar com a equipe é completamente diferente de estar na arquibancada. Lá, eu me sinto um pouco impotente, mas toda a equipe técnica sabe as minhas ideias. No último jogo saiu bem, mas não é a mesma coisa estar no banco ou na arquibancada - concluiu.