icons.title signature.placeholder Michel Castellar
04/07/2014
15:30

O técnico da Bélgica, Marc Wilmots, avisou que sua equipe vai partir para o ataque em busca da vitória contra a Argentina, no confronto de sábado, pelas quartas de final da Copa do Mundo. O treinador destacou que sua preocupação principal não é com o atacante Messi, mas com todo o grupo.

Para referendar sua opinião, Wilmots recorreu à partida dos argentinos contra os suíços, pelas oitavas de final da Copa. Lembrou que a Suíça teve várias oportunidades de gol, mas faltou fazê-lo e, por isso, não há que temer e armar seu time defensivamente.

- As pessoas se concentram no Messi de forma correta. Mas assisti ao jogo da Argentina contra a Suíça. Um jogador que esteja bem, pode fazer a diferença. Só que um time não é um único jogador, mas um todo. Estudamos o jogo tático deles e vamos a frente. Não vamos ficar na defesa - afirmou o técnico da Bélgica.

Durante a conversa com os jornalistas antes de realizar o reocnhecimento do gramado do Estádio Nacional - Mané Garrincha, no início da tarde desta sexta-feira, Wilmots contou que a Bélgica vai atacar e defender em bloco, com todos os jogadores indo ao setor ofensivo e retornando para ajudar a defesa. Com sua base sólida defensiva e uma formação compacta, ele disse acreditar que não serão deixados espaços para a criação de jogadas dos adversários.

O time que enfrentará a Argentina ainda não foi escalado pelo técnico. Por causa de dores musculares, três jogadores estão sob observação: o zagueiro Jan Vertonghen, o lateral Toby Alderweireld e o meia Dembele.