icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
21/12/2013
15:27

O técnico do Barcelona, Gerardo Martino, esteve em entrevista coletiva neste sábado, véspero do jogo contra o Getafe pelo Campeonato Espanhol, e não faltaram assuntos polêmicos para responder. Como a discussão pública entre Messi e o vice-presidente econômico Javier Faus, uma alegada perseguição ao Barcelona, e até mesmo sua possível saída em janeiro.

- Não é certo que o Barcelona quer vender Messi. Pessoalmente, eu me preocupo em como joga o time. Não vou me distrair com questões que não têm influência na parte futebolística, quero focar em fazer a equipe ganhar, que os jogadores estejam disponíveis. Mesmo que quisesse, não poderia me aprofundar, são discussões pontuais - começou Tata, para depois citar o goleiro Valdés em referência à perseguição ao Barcelona:

- Victor disse algo muito importante. Temos que nos fazer fortes aqui dentro para sermos mais fortes como grupo. Às vezes,o ambiente não é adequado, e faço coro a Victor. Temos que fazer pouco caso ao que dizem fora. O ambiente é bom se vencermos, e ruim se perdermos.

Por fim. Tata falou sobre um boato que surgiu na Argentina, de que estaria infeliz na Catalunha, e que iria embora ao fim da temporada. Ele diz que pretende ter continuidade, embora não possa afirmar o que vai acontecer no futuro.

- Todos os técnicos querem um longo trabalho, mas quem pode assegurar? Não estou em condições de garantir o que não está em minhas mãos. Dependemos do rendimento e dos resultados. Não vou falar sobre o que foi dito. Estou confortável, cômodo, estou muito bem na cidade e com os jogadores. Gosto de como a equipe está jogando - concluiu.