icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
15/11/2014
09:01

Nem mesmo a goleada de 4 a 0 sobre a estreante seleção de Gibraltar, na última sexta-feira, pelo Grupo D das Eliminatórias da Euro 2016, fez o técnico da Alemanha, Joachim Löw, ficar satisfeito. Muito pelo contrário. O comandante não economizou nas críticas à equipe, considerando o placar modesto, levando-se em conta a diferença enorme entre as duas seleções.

- Estou longe de estar satisfeito. A equipe não correspondeu às expectativas. Se quisermos jogar como campeões, então quatro gols é muito pouco. Quisemos ocupar durante todo o jogo a área do adversário, mas não foi isso que aconteceu, especialmente no segundo tempo. Contra equipes como esta (Gibraltar), é sempre importante jogar pelas laterais, mas jogamos muitas vezes pelo meio. Acho também que os jogadores deveriam se impor - analisou Löw.

Antes da partida, a aposta era que os tetracampeões mundiais iriam bater seu recorde em partidas das Eliminatórias (13 a 0 contra San Marino, em 2006), mas os germânicos marcaram apenas quatro contra a seleção pior ranqueada da Fifa. Resultado menor do que a goleada imposta pela seleção alemã diante do Brasil na última Copa do Mundo: 7 a 1.