icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
26/04/2014
13:30

Levir Culpi foi anunciado como técnico do Atlético-MG na quinta-feira e, desde então, tem que espantar o fantasma de Cuca, campeão da edição passada da Copa Libertadores da América. Substituto de Paulo Autuori, que ficou apenas quatro meses no comando da equipe, ele recebe elogios de Diego Tardelli. O atacante ainda pede o retorno da ‘bagunça organizada’ implantada pelo treinador do ano anterior.

O atacante crê que o ataque, que não balança as redes adversárias há quatro jogos, deve se tornar uma das prioridades do novo chefe.

– Conversamos na viagem (de Porto Alegre para Canoas, onde o Galo treinou), tivemos bastante tempo para falar sobre isso, para tentar voltar a ser o Atlético-MG do ano passado. O Cuca até falava que era uma bagunça organizada e temos que voltar a ser como no ano passado. Uma coisa que o Paulo (Autuori) não teve foi essa mesma empolgação, nos defendemos bastante e essa não é a cara do Atlético-MG – disse o jogador, que ainda completou:

– E o Paulo tentou priorizar primeiro o setor defensivo, que era um ponto mais negativo nosso, porque fazíamos muitos gols, mas tomávamos também, e esse ano não tomamos, mas também não fizemos, isso e acabou atrapalhando. Então, temos que voltar essa bagunça organizada de novo.

Neste domingo, às 18h30, na Arena do Grêmio, o Atlético-MG terá diante do time homônimo do estádio o primeiro teste desde a chegada de Levir Culpi. O treinador deve mandar a campo uma equipe semelhante àquela que vinha atuando com o seu antecessor.