icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
05/03/2014
15:54

 casamento entre o Fluminense e Fred começou no dia 5 de março de 2009, quando o então centroavante do Lyon, da França, se apresentou ao Tricolor para delírio dos seus torcedores. E, nesta quarta-feira, o camisa 9 completa cinco anos entre tapas e beijos com a equipe carioca.


Logo na sua estreia, no dia 15 de março de 2009, na vitória por 3 a 1, sobre o Macaé, Fred mostrou que a sua passagem pelo Fluminense seria marcante. Em sua primeira partida como jogador do Tricolor, o camisa 9 marcou duas vezes. Porém, em julho do mesmo ano, a assombração que ainda o persegue apareceu. Fred sofreu uma grave lesão muscular na região da virilha, ficando quase três meses em recuperação.

Após se recuperar, Fred liderou a equipe que marcou a história dos tricolores e é conhecida como "Time de Guerreiros", quando o Flu tinha 99% de chances de ser rebaixado, mas, de maneira sobrenatural, conseguiu evitar a queda.

O ano seguinte deu a Fred a oportunidade de escrever de vez o seu nome na história do Fluminense. Mesmo tendo participado de apenas 14 partidas no Brasileirão de 2010, devido ao fato de ter sofrido com novas lesões, o centroavante pôde contribuir e se firmar com um dos principais jogadores na conquista do Campeonato Brasileiro com o clube.

Números de Fred pelo Flu desde 2009; Alta média de gols e participação fundamental nas conquistas

O ano de 2011 foi marcado por realizações pessoais de Fred. Nele o camisa 9 do Fluminense conquistou a artilharia do Campeonato Carioca e marcou 22 gols em 25 jogos no Campeonato Brasileiro, tornando-se o maior artilheiro do Tricolor em uma única edição do Brasileirão. Além disso, Fred foi fundamental para que a sua equipe conquistasse a vaga antecipada para a Libertadores do ano seguinte.

A melhor temporada de Fred pelo Fluminense foi em 2012, quando conquistou o Campeonato Carioca e o Campeonato Brasileiro. Naquele ano, o camisa 9 ultrapassou os 100 gols com a camisa do Tricolor e bateu a marca de mais de 150 jogos pelo Flu.

Contudo, nem sempre as coisas acontecem de maneira positiva. O ano de 2013 não deve ser um período que Fred gosta de lembrar. Sem títulos ou marcas pessoas, o camisa 9 passou mais tempo no departamento médico do que dentro de campo, além de ter sido suspenso por quatro jogos após agredir um zagueiro do Vasco, em julho daquele ano. Porém o pior ainda estava para acontecer. No dia 31 de agosto de 2013, Fred machucou a coxa direita na derrota diante do Santos, no Maracanã, e não conseguiu impedir que o Fluminense fosse rebaixado (Após um erro de escalação da Portuguesa, esse time perdeu 4 pontos e o seu clube se manteve na primeira divisão).

Fred não teve um bom início de temporada em 2014, perdeu dois pênaltis e voltou a ficar ausente por uma lesão na coxa direita, porém o camisa 9 já é o vice-artilheiro da equipe no Carioca, com dois gols, alcançando Magno Alves e, consequentemente, entrando no top 10 de goleadores da história do Fluminense com 114 gols.

Longe de sua equipe por causa da Seleção Brasileira, o atacante "comemorou" a data entrando em campo com a camisa da Seleção Brasileira diante da África do Sul, na tarde desta quarta-feira, em Joanesburgo. O camisa 9 deu o passe para Neymar o terceiro gol do Brasil, na partida que terminou 5 a 0.