icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
03/12/2013
21:41

Está difícil de segurar a maior pontuadora da Superliga Feminina. Depois de bater recorde de pontos em uma partida, a oposto Tandara voltou a ser decisiva e ajudou o Vôlei Amil a vencer o Sesi nesta terça-feira, por 3 sets a 2, com parciais de 25-23, 12-21, 21-19, 17-21 e 15-12, no Ginásio da Vila Leopoldina, pela sétima rodada. Com isso, a equipe de Campinas deu o troco nas rivais após a eliminação na semifinal do Campeonato Paulista, na semana passada.

Em duelo de altos e baixos dos dois lados, lances pontuais definiram o resultado. Com 27 pontos, Tandara foi o nome do jogo, sendo eleita a melhor atleta em quadra pela segunda vez seguida. Na última rodada, também havia levado o Troféu VivaVôlei na vitória sobre o Banana Boat/Praia Clube. Pelo lado do Sesi, Ivna marcou 17 vezes.

A ponteira Natália sofreu uma leve entorse no tornozelo no momento decisivo e precisou deixar a quadra. No entanto, as reservas do time de José Roberto Guimarães tiveram papel importante para ajudar a reverter uma desvantagem quando o Sesi encaminhava o triunfo.

O JOGO

No primeiro set, as equipes relembraram os tempos em que os sets eram jogados até 25. Com Tandara atuando na posição de ponteira, mas sem passar, o Vôlei Amil saiu na frente. O Sesi, que tem Ivna em boa fase, logo assumiu a dianteira, mas voltou a apresentar o mesmo problema da final do Paulista, diante do Molico/Osasco, no último domingo: o desperdício de contra-ataques.

Apesar disso, o duelo seguiu equilibrado, com leve vantagem do time de Campinas no setor ofensivo. No fim, as donas da casa assustaram as comandadas de José Roberto Guimarães, ao encaixarem dois bons ataques em sequência, com Suelle, e dois bloqueios em Natália. A dificuldade em rodar tinha uma explicação, já que Tandara estava no fundo de quadra. Foi só a atacante retornar à rede para fazer a diferença e fechar a parcial, em 25 a 23. Ao todo, ela marcou 10 vezes só no set.

O que se viu na volta do intervalo foi um Sesi muito efetivo no bloqueio. Explorando as deficiências na recepção adversária, o time de Talmo teve facilididade para armar uma parede em cima das principais armas do Vôlei Amil. Fabiana chamou a atenção no fundamento, enquanto Dani Lins brilhou com um toque no fundo de quadra que matou a desatenta defesa da equipe de Campinas. As mexidas de Zé Roberto não vingaram, e nada foi capaz de evitar o atropelo das donas da casa. Segura, Ivna cravou para marcar 21 a 12.

Na terceira etapa, novamente o Sesi largou melhor. Porém, as atacantes de extremidade do Vôlei Amil cresceram sobre o bloqueio rival, com destaque para Natália. As donas da casa perderam um pouco do embalo, mas não se entregaram facilmente. A disputa se equilibrou na reta final, com Suelle e Fabiana concluindo as jogadas de um lado, e Tandara acertando a mão do outro. Porém, foi com a sutileza de uma largada que a jogadora do Vôlei Amil explorou o bloqueio para colocar sua equipe em vantagem na partida.

O nível da partida caiu no quarto set. Se a equipe de Campinas começou melhor, logo entregou uma série de erros em ataques para o Sesi. E as comandadas de Talmo aproveitaram para, assim como nos sets anteriores, abrir vantagem no placar. Nos ataques e nas largadas, Tandara continuava brilhando. E ela ainda teve a ajuda de Walewska para tentar diminuir a diferença. Porém, Talmo foi feliz ao trocar Pri Daroit por Mari Cassemiro, que ajudou a equipe a fechar em 21 a 17, após bloqueio de Bia em Natália.

O Sesi começou o tie-break focado em segurar a grande arma do Vôlei Amil. Tandara não teve vida fácil no set decisivo. Após um bloqueio na atacante, o time da capital abriu 6 a 3 e obrigou Zé Roberto a paralisar o jogo. De início, a tentativa pareceu não surtir efeito. E no momento mais importante do duelo, a ponteira Natália sofreu uma torção no tornozelo e teve de deixar a quadra para a entrada de Rosamaria. Mas nada abalou as visitantes. A reserva não desperdiçou a chance de encaminhar a vitória, e Tandara, confirmando a grande fase, atacou para fechar o jogo.