icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
31/07/2014
01:00

Depois de 674 dias longe dos gramados, Victorino, enfim, voltou a jogar uma partida oficial. Contratado no início de janeiro, o zagueiro uruguaio estreou com a camisa do Palmeiras nesta quarta-feira, na vitória por 2 a 1 em cima da Fiorentina (ITA), no Pacaembu, pela Copa EuroAmericana, e voltou a sentir-se como um garoto realizando a primeira partida profissional.

- Foi um jogo importante, mesmo sendo um amistoso (Palmeiras conquistou o Troféu Julinho Botelho). Estou feliz por tudo, pela estreia, pela vitória e por ter dado uma alegria ao torcedor do Palmeiras. A emoção de voltar a jogar foi muito grande, muito tempo afastado. Minha entrada em campo me fez lembrar uma estreia como profissional mesmo, estava ansiso e nervoso. Mas, quando pisei no campo, lembrei de toda a minha experiência e pude ajudar o time - declarou Victorino, de 31 anos de idade, que entrou no jogo no segundo tempo, no lugar de Wellington.


Assim que Victorino teve o nome chamado pelo técnico Ricardo Gareca, a torcida do Palmeiras levantou e gritou o nome do defensor. Ao término do confronto, os torcedores voltaram a aplaudir o jogador, que mostrou surpresa com a reação do público.

- Foi, foi (surpresa)... Não esperava ser recebido deste jeito. É muito bom. Agradeço à torcida do Palmeiras pela confiança e também pela paciência. Estou muito feliz. Agora é seguir trabalhando forte para poder retribuir o carinho - explicou.

- É minha ideia (ter sequência) e não parar mais. Estou pronto para ser usado pela comissão técnica - complementou.