icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
15/03/2014
12:49

Correndo pela primeira vez com a Red Bull em um final de semana de GP, em casa, à frente de Vettel, brigando pela pole com Hamilton... Esses são somente alguns dos feitos que Daniel Ricciardo, piloto de 24 anos, atingiu em Albert Park neste sábado. Agora, o australiano quer mais, brigar pela vitória na etapa de estreia da F-1 e andar à frente de seu companheiro, Sebastian Vettel.

- Obviamente é só o começo. Amanhã tenho que correr e, é claro, terminar no pelotão da frente e ver como a temporada progride. Os últimos dias foram muito positivos para nós - disse Ricciardo em entrevista coletiva após o treino.

Mas a melhor notícia chegou para a Red Bull que, mesmo tendo Vettel fora do Q3, viu o carro de Daniel ter ótimo desempenho na chuva e, com pneus intermediários, se segurar na primeira colocação até quase o último segundo do treino, quando Lewis Hamilton "roubou" a pole.

- Foi animador. Definitivamente o tempo mudou muito a sessão, mas tudo coreu bem. Foi ótimo seguir sempre no topo. Os engenheiros diziam no rádio: "O ritmo está bom, esá em primeiro, segundo, terceiro", então, sempre foi uma batalha pela pole. Foi definitivamente uma ótima sessão de classificação com a equipe - comentou.

Após tantos problemas na pré-temporada, com uma série de problemas de superaquecimento e de falhas no motor Renault, a Red Bull iniciou essa temporada como um dos times mais "atrasados", mas de acordo com Ricciardo, o trabalho duro dos engenheiros compensou essa perda.

- Nos testes, infelizmente, muito do tempo que estávamos usando para andar e descobrir sobre o carro, tínhamos que parar por culpa do superaquecimento. Então, não tivemos tempo para cuidar do acerto do carro. Após ontem (quinta), foi a primeira vez que trabalhamos nesse acerto e entendemos o carro. Foi muito positivo para nós e esperamos seguir subindo, para que possamos começar a "empurrar" esses caras (outros pilotos) em condições normais logo - completou.