icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
02/02/2015
21:49

A situação de Flamengo e Macaé pode ficar ainda mais delicada por conta da invasão de torcedores rubro-negros no Moacyrzão, no último sábado. Ontem, no início da noite, a Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj) divulgou a súmula da partida – com um certo atraso –, na qual o árbitro Rodrigo Carvalhães Miranda relatou, além da invasão, furtos e a agressão ao goleiro Ricardo Berna, do time dono da casa.

"Cabe relatar que fui informado 15 minutos antes da partida pelo Sr. Marcelo Viana, delegado da partida, que torcedores do C. R. Flamengo invadiram o estádio através do portão 11 do estacionamento onde entravam as delegações, se dirigiram ao vestiário do Macaé E. F. C. onde efetuaram furtos de alguns pertences e agrediram o Sr. Ricardo Berna, nº 1 do Macaé E. F. C., onde o mesmo sofreu atendimento médico e jogou normalmente a partida até o término - relata o juiz na súmula oficial da partida, que também ressaltou que a confusão não foi presenciada pela equipe de arbitragem" - relatou a arbitragem.

De acordo com o diretor de competições da Ferj e, delegado do jogo, as duas equipes serão denunciadas ao Tribunal de Justiça Desportiva.

– Existem vários artigos no Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) e também nos regulamentos das competições, e os clubes são passíveis de punições. O Macaé, por ter negligenciado segurança no estádio, e o Flamengo, pelo fato de os torcedores que invadiram serem adeptos da instituição – disse à ESPN Marcelo Viana, que não se estendeu sobre punições.