icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
03/11/2013
09:00

Não dá para negar que o holandês Seedorf é um craque do talvez um dos maiores do milênio em que vivemos atualmente. Ele já mostrou as suas qualidades pelo Botafogo, mas ainda não conseguiu brilhar intensamente em jogos considerados decisivos. Neste domingo, às 17h, contra o Goiás, no Serra Dourada, pela 32 rodada do Campeonato Brasileiro, ele terá mais uma chance de mostrar tudo o que sabe.

Neste ano, o Alvinegro teve quatro partidas consideradas "finais". Duas delas - as decisões das Taça Guanabara e da Taça Rio - eram decisões de fato. As outras foram contra o Cruzeiro, pelo Campeonato Brasileiro, e diante do Flamengo, pela Copa do Brasil. Em todas, o camisa 10 foi discreto e não conseguiu mostrar o que sabe.

O confronto desta tarde, também tem ares de decisão pela pequena distância entre os times na tabela de classificação. Uma tabela para o Goiás diminuirá para um ponto a diferença entre eles, que brigam por uma vaga na Copa Libertadores de 2014.

Na final da Taça Rio e no jogo contra o Cruzeiro, Seedorf ainda perdeu pênalti. O desperdiçado contra i Fluminense não fez falta, já que Rafael Marques fez o gol da vitória por 1 a 0 e garantiu o título estadual antecipadamente para o Botafogo. No entanto, o erro erro diante da Raposa em um Mineirão lotado, quando ambas as equipes lutavam pela liderança do Brasileirão, custou caro. A partir dali, o time caiu de produção e se distanciou da briga pelo título.

E a queda não foi apenas do Botafogo. Ela coincidiu com uma má fase do meia, que chegou a ficar 13 jogos sem marcar gols, em uma temporada em que ele já conseguiu bater o seu recorde de gols em um mesmo ano. Até aqui, o holandês fez 13 gols em 2013. Seu ano melhor em termos de artilharia aconteceu 2006/2007, quando jogava pelo Milan e fez 10.

Referência em um elenco repleto de jogadores experientes, Seedorf terá de mostrar por que é o astro da companhia. Uma atuação de gala no serra Dourada justificará todo o investimento feito pelo clube para trazê-lo e deixará o time mais perto do objetivo, que voltar a disputar a Libertadores da América.