icons.title signature.placeholder Thiago Fernandes
12/03/2014
08:10

Recuperar o bom futebol e a condição de craque do Atlético-MG. Estes são os desafios de Ronaldinho na partida contra o Nacional (PAR), nesta quarta-feira, às 22h, no Estádio 3 de Febrero, pela terceira rodada do grupo 4 da Copa Libertadores. O jogador reconhece a necessidade de evolução e atribui o desempenho atual ao ritmo de jogo.

– Espero retomar o bom futebol o quanto antes. Joguei poucos jogos nesta temporada. Espero ter crescimento de rendimento a cada jogo, na parte física e técnica. Espero que esteja pronto o quanto antes – disse.

O meia-atacante inicia 2014 com cinco partidas e apenas uma assistência, média muito abaixo da ostentada por ele nas duas primeiras temporadas com a camisa do Galo. Em 2012, ele disputou 32 jogos, contabilizando nove gols e 14 passes que consagraram os colegas. No ano seguinte, foram 17 bolas na rede e 16 assistências em 38 aparições.

Para recuperar o bom momento, Ronaldinho acredita que precisa voltar a atuar como em anos anteriores.

– Tenho que procurar fazer o que eu vinha fazendo desde que cheguei aqui. Tenho que ser o homem da armação, criar as jogadas da equipe e ter bastante movimentação ofensiva para achar os atacantes – declarou.

Jô também avaliou a fase do amigo. Único agraciado com uma assistência do craque em 2014, o artilheiro do Galo na temporada, com cinco gols, crê que falta ‘ritmo de jogo’ ao meia-atacante.

– No começo do ano, ele ficou um bom tempo sem jogar. Realmente falta um pouco de ritmo, que virá conforme os jogos passarem. Nos treinos, ele já está mais solto – avaliou.

O torcedor atleticano espera que Ronaldinho retome o bom futebol nesta noite e garanta mais três pontos para a equipe na Copa Libertadores.

Ronaldinho no Atlético-MG:
Ronaldinho em 2012
32 partidas / 14 assistências / 9 gols

Ronaldinho em 2013
38 partidas / 16 assistências / 17 gols

Ronaldinho em 2014
5 partidas / 1 assistência / 0 gol