icons.title signature.placeholder Pedro Barboza
28/02/2015
08:07

Em campo nas seis partidas do Campeonato Carioca e no primeiro duelo da Copa do Brasil, Pará, mesmo com a experiência de seus 29 anos, tem sentido a pressão de ser o sucessor de Léo Moura na lateral direita do Mengão.

Entre as vaias e o crédito pelo gol marcado diante do Brasil de Pelotas, o jogador terá a oportunidade, diante do Botafogo, de tentar virar o jogo e convencer o torcedor rubro-negro no primeiro clássico dele no Maracanã, com a camisa rubro-negra. Além disso, atuando ao lado de Léo Moura.

Mesmo diante das críticas uníssonas, que ecoaram com bastante intensidade na partida contra o Madureira, em Volta Redonda, o jogador garante que está preparado para ajudar a equipe na busca pela liderança do Carioca.

– A emoção é muito grande. Já disputei vários clássicos, porém, no Rio será o primeiro. Espero estar em uma tarde feliz para o Flamengo sair vitorioso. Estou pronto para fazer um grande jogo. Em clássicos temos de estar preparados. Não tem favorito e tenho certeza de que quem errar menos sairá vitorioso desta partida – destacou o jogador.

Contra o Brasil de Pelotas, a dupla com Léo Moura parece ter dado certo, pelo menos para adquirir mais confiança. O gol, que seria o da classificação direta para a próxima fase da Copa do Brasil, servirá de inspiração para ele, que atuará improvisado novamente como lateral-esquerdo.

– O primeiro gol a gente nunca vai esquecer. Fiquei feliz, me emocionei e corri para a torcida. Agora, o momento é de usar este sentimento para fazer um grande jogo e ajudar o Flamengo a buscar a liderança da competição – finalizou.

Se Pará vai conseguir seguir os passos do camisa 2, somente o tempo dirá. Portanto, uma grande atuação no clássico pode ser um atalho para conquistar a Nação.