icons.title signature.placeholder Daniel Hippertt
09/11/2013
12:03

Depois de o Goiás ter sido eliminado pelo Flamengo da Copa do Brasil, é inevitável um clima de revanchismo entre seus jogadores. Agora o Esmeraldino enfrenta o Rubro-Negro pelo Campeonato Brasileiro, e, já que não disputa mais o torneio de mata-mata, precisa vencer para entrar no G4, sua última chance de chegar à Libertadores do ano que vem.

No entanto, o destaque da equipe goiana, o atacante Walter, segue fora por conta de uma lesão na coxa direita. Substituto do “gordinho”, Léo Bonatini já brilhou contra o Botafogo, quando deu assistência para o gol de Eduardo Sasha, e agora espera brilhar também contra o Flamengo, já que não pôde enfrentar o Rubro-Negro pela Copa do Brasil. O jogador é cria das categorias de base do Cruzeiro, e teve passagem rápida pela Juventus da Itália.

– Vou começar jogando – disse, ao L!, o atacante, que não estava inscrito no torneio de mata-mata.
– Fiquei chateado pela desclassificação torcendo de fora, mas temos condições de dar a volta por cima e conseguir os três pontos no Maracanã – declarou o jogador.


Outros reforços

Contra o Fla, o Verdão do Centro-Oeste terá o retorno de duas peças fundamentais ao esquema do treinador Enderson Moreira . O meia Hugo, que cumpriu suspensão no jogo da última quarta-feira, e o lateral-esquerdo William Matheus, recuperado de lesão, estão à disposição do comandante esmeraldino.

Havia dúvida também a respeito da escalação de William, mas o jogador treinou entre os titulares no campo das categorias de base do Fluminense, em Xerém, onde o Goiás mandou suas atividades no Rio, e pode ser escalado hoje.

Bate-Bola

Léo Bonatini
Atacante do Goiás, em entrevista exclusiva ao LANCE!

Qual é a sensação de substituir o grande nome do Goiás?
A gente sempre fica ansioso antes de um jogo importante. O Walter tem muita qualidade, faz falta, mas o grupo me passa confiança.  

Você está preparado para ter toda esta responsabilidade? Entrar como titular no lugar do Walter em um jogo importante?
É uma responsabilidade boa. Fico com um sentimento de tranquilidade, já que o Enderson confia em mim. Fico feliz e espero retribuir pela escolha dele em campo.

Espera fazer seu primeiro gol com a camisa do Goiás?
Antes de qualquer coisa, espero que a gente saia com os três pontos daqui. Mas, se tiver a oportunidade de marcar um gol, vou ficar muito feliz. Vai ser um jogo muito difícil no Maracanã.


Uma grande exibição pode te garantir uma vaga como titular?
Não me preocupo com a titularidade. Sei que o Walter é o principal jogador, mas, fazendo meu papel, vou ganhando confiança.

Existe um revanchismo por conta da eliminação na Copa do Brasil?
Fica um sentimento ruim de derrota, mas a gente não pode entrar na pilha da provocação. Futebol tem que ser mostrado dentro de campo.

O Cruzeiro, seu clube formador pode ser campeão neste domingo. Como você se sente a respeito disso?
É um time que me deu muitas oportunidades, que me abriu várias portas, mas estou focado no meu trabalho e em chegar ao G4 e, quem sabe, dormir na vice-liderança do Brasileirão