icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
08/07/2013
10:48

O ex-jogador búlgaro Stoichkov anunciou que abandonou o cargo de técnico do CSKA Sofia, depois de apenas um mês no clube. A decisão foi motivada pelo que chamou de "mentiras sem fim dos proprietários da equipe".

Em carta publicada pelo diário búlgaro "Trud", Stoichkov atacaou a empresa Titan Sport, que em 2009 adquiriu 100% das ações do CSKA.

- Estive de acordo com eles para começar a treinar sem contrato, já que havia um grande desejo de ajudar. Tive o apoio dos jogadores e do meu pessoa. Aguentamos até que ficou claro que não havia possibilidade de que se cumprissem suas promessas. As mentiras eram intermináveis e não pude continuar. Se não existe respeito aos jogadores e aos funcionários do clube, não se podem alcançar metas - explicou Stoichkov, que deixou de ir aos treinos do clube há 10 dias.

Clube que mais venceu títulos nacionais na Bulgária, com 31 conquistas, o CSKA Sofia terminou a temporada passada em terceiro lugar, nove pontos atrás do campeão Ludogorets.

A situação do clube é crítica. Meia dúzia de jogadores chaves, entre eles o capitão Bandalovski e o atacante brasileiro Michel Platini, também abandonaram o clube nas últimas semanas. Só um pequeno número de jogadores continuam treinando apesar das incertezas.

O ex-jogador búlgaro Stoichkov anunciou que abandonou o cargo de técnico do CSKA Sofia, depois de apenas um mês no clube. A decisão foi motivada pelo que chamou de "mentiras sem fim dos proprietários da equipe".

Em carta publicada pelo diário búlgaro "Trud", Stoichkov atacaou a empresa Titan Sport, que em 2009 adquiriu 100% das ações do CSKA.

- Estive de acordo com eles para começar a treinar sem contrato, já que havia um grande desejo de ajudar. Tive o apoio dos jogadores e do meu pessoa. Aguentamos até que ficou claro que não havia possibilidade de que se cumprissem suas promessas. As mentiras eram intermináveis e não pude continuar. Se não existe respeito aos jogadores e aos funcionários do clube, não se podem alcançar metas - explicou Stoichkov, que deixou de ir aos treinos do clube há 10 dias.

Clube que mais venceu títulos nacionais na Bulgária, com 31 conquistas, o CSKA Sofia terminou a temporada passada em terceiro lugar, nove pontos atrás do campeão Ludogorets.

A situação do clube é crítica. Meia dúzia de jogadores chaves, entre eles o capitão Bandalovski e o atacante brasileiro Michel Platini, também abandonaram o clube nas últimas semanas. Só um pequeno número de jogadores continuam treinando apesar das incertezas.