icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
16/07/2014
20:32

O Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) suspendeu os jogadores Edilson e Emerson Sheik por uma partida, cada, pelas confusões no jogo contra o Grêmio, no dia 21 de maio, em Caxias do Sul (RS). Naquele confronto, vencido pelo Tricolor Gaúcho, houve tumultos durante e após o jogo. O Tribunal, porém, decidiu absolver o zagueiro André Bahia. Ele era acusado de cuspir num adversário.

O STJD decidiu também suspender por 15 dias o segurança Luiz do Grêmio Luiz Fernando Cardoso, o Fernandão. Ele se envolveu numa confusão com jogadores do Glorioso ao fim da partida. Sheik, inclusive, deu uma camisada em Fernandão após uma discussão.

Botafogo e Grêmio, que tinham sido denunciados por atraso na entrega da lista de jogadores relacionados para a partida, foram absolvidos e isentos de multa.

O próximo jogo do Botafogo no Campeonato Brasileiro é contra o Coritiba, no sábado, às 21h, no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ).

AS CONFUSÕES

O clima ficou quente ainda com a bola rolando quando Sheik cometeu uma falta dura no volante Ramiro. Os jogadores do Grêmio não gostaram nada da atitude do jogador alvinegro e partiram para cima dele. Logo em seguida, os atletas do Glorioso também chegaram, o que causou uma grande confusão. Após um bate-boca, Edilson se desentendeu com Barcos.

Ao fim do jogo, o clima voltou a ficar conturbado. André Bahia e Werley discutiam no gramado enquanto o segurança Fernandão afastava os jogadores alvinegros de forma truculenta. Foi então que Sheik e Fernandão se desentenderam. O atacante alvinegro tentou dar uma 'camisada' no segurança. O profissional do Grêmio ainda teve tempo de se desentender com Sassá e empurrar o jogador.

O árbitro Flávio Rodrigues de Souza registrou um 'tumulto' na súmula da partida. Os nomes dos envolvidos, porém, não foram citados.