icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
07/11/2013
17:18

O Atlético-PR foi julgado nesta quinta-feira, após ter se classificado à inédita final de Copa do Brasil, pelo STJD. O clube teve seu efeito suspensivo no Campeonato Brasileiro revogado, e não poderá atuar em Vila Capanema nas duas últimas partidas deste Campeonato Brasileiro.

O clube foi punido com a perda de dois mandos de campo após a confusão ocorrida dentro de sua própria torcida no clássico contra o Coritiba, que acabou em vitória rubro-negra por 2 a 1. Como tinha alcançado o efeito suspensivo através de ação do advogado do clube, Domingos Mouro, o Furacão disputou a partida contra o Inter no Durival de Britto e também poderá atuar lá contra o São Paulo, neste fim de semana.

Independente da pena, o integrante do departamento jurídico atleticano, acredita que deve haver uma movimentação nos tribunais contra os torcedores envolvidos na confusão.

- Quer seja retirada a perda do mando de campo, quer seja reduzida, ou quer seja mantida, a torcida vai ter que pagar isto aqui. Vai ter responsabilizados na torcida - declarou

Em segundo lugar no Brasileirão, sair de perto da torcida pode ser crucial ao Rubro-Negro na briga por uma vaga na Copa Libertadores de 2014. O clube não poderá jogar contra Náutico (36ª rodada) e Vasco (38ª rodada) em casa. A solução deve ser atuar na Arena Joinville.