icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
05/12/2013
07:16

A imensa desordem e os problemas ocorridos no segundo jogo da final da Copa do Brasil, entre Flamengo e Atlético-PR, - noticiados pelo LANCE! - fizeram o Superior Tribunal de Justiça Desportiva agir. Após o Serviço de Atendimento ao Torcedor (SAT), do LANCE!Net,  ter recebido diversas reclamações de pessoas que compareceram ao Maracanã no dia 27 de novembro, Flávio Zveiter, presidente do STJD, ordenou, no último dia 2, que um inquérito fosse aberto a fim de apurar a existência de infração disciplinar.

Com fundamento no artigo 81 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), o STJD fez algumas intimações, que devem ser cumpridas em um prazo de até cinco dias, tanto ao Flamengo quanto ao Maracanã S.A., consórcio que administra o estádio. O clube da Gávea, primeiramente, precisa encaminhar todas as reclamações recebidas pelos serviços de atendimento, reportadas ao ouvidor da competição. Além disso, vale ressaltar que a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) também terá de disponibilizar os questionamentos feitos à própria entidade

E MAIS:
> Pelaipe afirma que Elias foi uma aposta do Fla
> Fla quita 13° salário e pagará premiações
> Fla mira posições carentes para qualificar grupo e dar opções a Jayme

Em conjunto com o Maracanã S.A., o Rubro-Negro também terá de fornecer todas as imagens de monitoramento do estádio e das catracas. Esta intimação, por sua vez, se deve ao fato de aproximadamente mil torcedores terem conseguido entrar no Maracanã de maneira irregular, como mostrou o L! na última quinta.

Além dos órgãos envolvidos diretamente com a realização do segundo jogo da final da Copa do Brasil, que sagrou o Rubro-Negro carioca como campeão, o STJD intimou o L! a fornecer as reclamações enviadas ao SAT.

Com a palavra

Luiz Fernando Gomes
Editor-chefe do Grupo LANCE!Net

Use e abuse do serviço, caro leitor

Foi-se o tempo em que ter a melhor informação esportiva, a melhor cobertura dos clubes, a melhor distribuição de conteúdo pelos jornais e as diversas mídias digitais eram suficientes para satisfazer as necessidades e os interesses de gente como você, leitor, torcedor e fã do esporte.

Nós, aqui no LANCE!, temos plena consciência disso. Não buscamos apenas informar. Mas servir. Não buscamos apenas leitores, mas cúmplices no esforço de melhorar o nosso esporte, de fazer com que mais gente vá aos estádios, que o torcedor ganhe conforto, segurança e o respeito que merece.

Foi neste contexto que lançamos, há sete meses, o Serviço de Atendimento ao Torcedor, o nosso SAT, que hoje ganha o reconhecimento do Superior Tribunal de Justiça Desportiva como um canal de referência da expressão das preocupações e dos questionamentos do torcedor brasileiro.

Mais importante, contudo, é contar com a participação crescente do público. É receber a cada jogo, nas novas arenas ou nos velhos estádios, as queixas, as denúncias, as sugestões ou simplesmente os comentários de quem sofre com o transporte público, a desorganização na compra de ingressos, o mau funcionamento dos banheiros e dos bares, a falta de policiamento e o medo da violência, entre outras mazelas.

Mais fundamental ainda é poder ajudar, levar estes problemas às autoridades públicas, à direção dos clubes e à administração dos estádios em busca de uma solução, na pior das hipóteses de uma explicação para o que aflige os nossos leitores. Temos uma equipe imbuída dessa missão – ao longo desse período mais de 650 manifestações públicas foram atendidas e respondidas em defesa dos direitos do torcedor.

Esse serviço não é nosso. É seu, caro leitor. Use e abuse sempre que precisar.