icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
31/07/2014
19:22

Na próxima quinta-feira, o 'caso Cristiano' terá uma decisão final. O Pleno do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) intimou o Criciúma para o julgamento definitivo na esfera esportiva para decidir se o time catarinense irá ou não perder três pontos por ter escalado irregularmente o atacante Cristiano em jogo contra o Goiás, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro.

E MAIS:
> Por conta dos desfalques, volante do Criciúma espera jogo difícil contra o São Paulo
> Giovanni avalia duelo com o São Paulo: 'Temos condições de pontuar'
> Wagner Lopes mira São Paulo no Morumbi: 'Chapecoense conseguiu'

Num primeiro julgamento, ocorrido em 10 de junho, o Tigre foi condenado pelo STJD a perder três pontos e recebeu uma multa de R$ 1.000,00. Contudo, na última quinta-feira, o departamento jurídico tricolor conseguiu, ao menos temporariamente, um efeito suspensivo recuperando os três pontos perdidos. Com a medida, o Tigre voltou a ter 14 pontos na tabela do Brasileirão, até que seja realizado o último julgamento do caso.

ENTENDA O CASO

Quando defendia o Naviraiense, em 2013, o jogador foi expulso em jogo da Copa do Brasil e foi punido com cinco jogos. Antes de cumprir a pena integralmente em competições nacionais, ele foi relacionado pelos catarinenses e entrou em campo contra o Esmeraldino.

O Criciúma foi denunciado no artigo 214 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que indica: “Incluir na equipe, ou fazer constar da súmula ou documento equivalente, atleta em situação irregular para participar de partida, prova ou equivalente”.  Com pena de “perda do número máximo de pontos atribuídos a uma vitória no regulamento da competição, independentemente do resultado da partida, prova ou equivalente, e multa de R$ 100,00 (cem reais) a R$ 100.000,00 (cem mil reais)”.