icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
25/11/2014
16:35

Antes de retornar ao octógono, Anderson Silva vestiu a camisa para uma luta diferente. O ex-campeão dos médios foi nomeado embaixador do Furnas Educa, programa de visitas a escolas onde Furnas possui empreendimentos, e ajudará a empresa a conscientizar as crianças dos perigos de realizar queimadas e se aproximar de linhas de transmissão e subestações de energia, além da importância de conservar energia e o meio ambiente.

A parceria foi selada nesta segunda-feira, durante encontro entre o lutador e o presidente de Furnas, Flavio Decat, na sede da empresa, no Rio.

- Anderson Silva é um ídolo do esporte nacional que está mostrando ao país como dar a volta por cima, com dedicação, superação e muita energia. Esses também são alicerces fundamentais para Furnas gerar e fornecer mais energia para o desenvolvimento sustentável do país. Esperamos, com a sua luta, reforçar o trabalho de conscientização a jovens e contribuir para um futuro melhor - destacou Flavio Decat, que foi acompanhado por Spider.

- Se não puder voar, corra. Se não puder correr, ande. Se não puder andar, rasteje, mas continue em frente de qualquer jeito. Acredito que essa seja uma grande parceria! Estar envolvido nesta nobre causa como embaixador me dá ainda mais forças para seguir em frente - ressaltou Anderson Silva, via assessoria de imprensa.

Spider posa diante de painel da Furnas Educa (FOTO: Divulgação/Teresa Travassos)

A partir de agora, o lutador reforçará as caravanas que percorrem escolas em todas as regiões do país, que já contam com a presença da ex-ginasta Daiane dos Santos, madrinha do programa. A ideia é que, por meio do seu exemplo de dedicação e superação, o campeão envolva ainda mais as crianças nesta luta social de Furnas contra as queimadas e em defesa do meio ambiente.

Para se ter uma ideia da gravidade da situação, até a primeira quinzena de novembro deste ano, foram registrados cerca de 163 mil focos de incêndio, um aumento de 67% em relação ao mesmo período do ano passado (97.742), segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). O Brasil é o país campeão de queimadas nas Américas.