icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
04/02/2015
07:32

Nos últimos meses, o UFC viveu um turbilhão de polêmicas fora do octógono. A última delas aconteceu nesta terça-feira, quando foi anunciado o teste positivo de Anderson Silva, por uso de substância anabolizante. No entanto, não foi apenas com Spider com a organização teve problemas. Dessa maneira, fizemos uma lista de atletas que deixaram o presidente do Ultimate irritado.

Jon Jones

O campeão dos meio-pesados da organização é atualmente o número um do ranking peso por peso e o atleta mais talentoso da franquia. No entanto, após vencer Daniel Cormier, no UFC 182, um exame detectou traços de cocaína no sangue do americano, em teste feito antes do combate. Por ser uma "droga de rua", Jones recebeu punição leve e não  perdeu o cinturão.

Nick Diaz

O peso meio-médio sempre foi polêmico dentro e fora do octógono. Com um cheio marrento e provocador, Diaz foi flagrado três vezes por uso de maconha, em exames antidopong. A primeira aconteceu em 2007, no extinto Pride. Já a segunda foi em 2012 e a terceira agora, no UFC 183, após o duelo diante de Anderson Silva.

Chael Sonnen

O falastrão Chael Sonnen foi outro que caiu nos exames antidoping. O americano, que está aposentado do MMA desde 2013, quando falhou em teste surpresa por utilizar de anastrozol, que é usado normalmente para o tratamento de câncer de mama, enquanto o clomifeno costuma ser utilizado para casos de infertilidade feminina.

Wanderlei Silva

Apesar de não ter a confirmação de que falhou em algum teste surpresa, Wanderlei Silva se envolveu em outra polêmica, já que fugiu de um exame aleatório em sua academia e acabou sendo banido do esporte pela Comissão Atlética de Nevada.