icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
17/02/2015
21:50

Aconteceu na noite desta terça-feira, em Las Vegas (EUA), a primeira audiência explicativa que tratou sobre o caso de doping de Anderson Silva. Logo de início, a Comissão Atlética do Estado de Nevada divulgou oficialmente que o brasileiro, além do teste positivo para duas substâncias ilegais no exame feito no dia 9 de janeiro, antes do UFC 183, onde venceu Nick Diaz na decisão, também foi flagrado sob o uso de drostanolona, mesmo anabolizante encontrado no primeiro flagra, além de dois ansiolíticos no exame pós-luta. Como resultado, o brasileiro levou uma suspensão temporária e está sem licença para lutar até que uma nova audiência seja marcada, provavelmente no próximo mês. Esta, sim, será punitiva e vai definir futuro do lutador. 

Segundo comunicado inicial da comissão atlética, Spider foi notificado de seu doping no exame pós-luta no dia 12 de fevereiro. Os dois flagras pelo qual o lutador passou podem render uma punição pesado ao ex-campeão do UFC, mas que será apenas definida no encontro de teor punitivo, ainda a ser agendado pela comissão atlética.  

O encontro, além do caso de Spider, também tratou da situação de Nick Diaz (flagrado pelo uso de maconha em exame pós-UFC 183). O americano também faltou à audiência com a comissão e foi suspenso de forma temporária até uma próxima reunião.