icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
19/02/2015
01:09

Titular na derrota por 2 a 0 diante do Corinthians, na abertura da fase de grupos da Libertadores, o volante Souza atribuiu o placar à "desobediência" e aos "vacilos" táticos do São Paulo. Segundo o jogador, que formou o setor de meio de campo com Denilson, Maicon e Ganso nesta quarta-feira, a dor do placar adverso precisa ser assimilada logo, para que haja reação nas próximas cinco partidas.

- O Corinthians foi muito obediente taticamente, e nós não. Eles estavam nos melhores lugares, venciam a primeira e a segunda bola porque estavam posicionados certo. O São Paulo vacilou taticamente, não foi obediente. Sem a bola não marcamos e com a bola não agredimos - identificou Souza, na saída da Arena Corinthians, e antes de completar, mantendo fé na classificação:

- Nem tudo está perdido, temos que conseguir assimilar o máximo. Quarta-feira estaremos com o apoio da torcida, porque foi doído para eles assim como foi para nós. Mas temos muita coisa pela frente. Se eles torcem a acreditam na gente, que eles estejam na quarta nos apoiando - disse Souza.

O São Paulo volta à ação no próximo sábado, contra o Grêmio Osasco Audax, pelo Paulistão. Na próxima quarta-feira, novamente no Morumbi, a equipe do técnico Muricy Ramalho recebe os uruguaios do Danúbio, pela segunda rodada da fase de grupos da Libertadores. Segundo Souza, a equipe vai sem medo para o próximo desafio.

- Se tivéssemos ganho também não seríamos a melhor equipe do mundo. Não conseguimos impor o que a gente conseguiu nos jogos anteriores e ficamos tristes por isso. Mas abalar de jeito nenhum. Temos mais cinco jogos para reverter a situação.